Entrevista com Rose Valente, secretária de Cultura em Parauapebas

Por Fábio Relvas O Blog do Zé Dudu realizou uma entrevista exclusiva com Rose Valente, secretária interina de cultura, da cidade de Parauapebas, sudeste do Pará. A nova secretária assume …

Por Fábio Relvas

O Blog do Zé Dudu realizou uma entrevista exclusiva com Rose Valente, secretária interina de cultura, da cidade de Parauapebas, sudeste do Pará. A nova secretária assume a vaga deixada por Josélia Matos. Rose tem 41 anos é natural de Belém, viúva, dois filhos: Brenda Valente, 24,e Bruno Valente, 19. Chegou a Parauapebas devido à transferência de seu marido de Belém para Carajás pela Infraero. Passou sete anos em Carajás e veio morar na atual cidade em 2004. Acompanhe o papo descontraído com Rose Valente.

Blog do Zé Dudu: Qual é a sua formação acadêmica?

Rose Valente: Sou formada em matemática pela Universidade Federal do Pará (UFPA), onde passei quatro anos, 2001 a 2005. Também sou graduada em gestão pública pelo Instituto Federal do Pará (IFPA), quando passei de 2002 a 2004. Sou tecnóloga em gestão pública e estudei museologia social.

Blog do Zé Dudu: Quais as suas experiências anteriores?

Rose Valente: Além de secretária de cultura também sou conselheira da mulher. Lá atrás trabalhei como secretária em um hospital em Carajás. Fiz estágio na Infraero e na comunicação da vale. Em 2005 fui contratado para o administrativo da Vale.

Blog do Zé Dudu: Quais os eventos que a Secult realizou este ano e os que estão por vir?

Rose Valente: Já começamos o ano com o carnaval, depois veio o aniversário de 27 anos da cidade que teve uma vasta programação e agora estamos na correria para realizar uma grande quadra junina. Ainda este ano teremos a semana da cultura, em agosto, e o festival de música, em setembro.

Blog do Zé Dudu: Quais os projetos que já foram feitos pela secretaria?

Rose Valente: Desde 2012 temos a escola de música que atende 320 alunos entre crianças e adolescentes. Inauguramos em maio a escola de arte e cultura que é o nosso mais novo desafio, mais abrangente que envolve todos os segmentos culturais. A ideia é buscar parcerias e legalizar o sistema de ensino.

Blog do Zé Dudu: O que a Secult pretende implantar de novo para a cultura de Parauapebas?

Rose Valente: Vamos implantar a partir de agosto 14 pontos de cultura em Parauapebas. Vamos para as aldeias e tribos. Atender a zona rural em quatro pontos e diversos bairros da zona urbana. Isso é muito bom. A gente consegue levar a cultura para os bairros de toda a cidade. Estamos partindo para as contratações, formar uma equipe. Vamos fazer um espaço literário e mais dois segmentos. Vamos trabalhar com o museu de Parauapebas, explorar o que temos no município.

Blog do Zé Dudu: Quando você começou a ter interesse pela cultura?

Rose Valente: Pela criação que eu tive. Vim de uma família humilde, meu pai era taxista e minha mãe professora. Meu pai quando voltava do trabalho sempre trazia um livro, uma enciclopédia. Eu tinha uma curiosidade enorme daquilo da leitura. A minha casa era praticamente uma biblioteca e eu devorava os livros. Foi ai que comecei a minha vida cultural com sete anos. Meus amigos iam em casa ler, na Cidade Nova 6, em Ananindeua.

Blog do Zé Dudu: Qual o sonho da Rose Valente?

Rose Valente: Um dos meus sonhos eu realizei que foi ser secretária de cultura da cidade de Parauapebas (risos). Isso já sonhava há 10 anos. Sonho em contribuir com o crescimento desta cidade, ver os grupos qualificados e evoluídos. Na verdade quem faz a cultura são as pessoas, os fazedores de cultura. Uma das missões que temos é voltada para o desenvolvimento de cultura para o povo.

Blog do Zé Dudu: Como será a programação da quadra junina 2015?

Rose Valente: Vamos ter nove dias de festa junina, de 20 a 28 de junho. A maioria da programação será com os artistas aqui de Parauapebas, forró e cultura popular, entre outros, na praça de eventos na Cidade Nova. Esse ano vamos homenagear o mestre Lucindo, um paraense, em função do Carimbó ter sido reconhecido como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil. Há uma possibilidade de vir três mestres de Marapanim. Vamos ter apresentações de quadrilhas, memorial do mestre Lucindo, a casa do caboclo amazônica, a casa do artesão, entre outros. Além das comidas típicas. No dia 21 tem a carroçada já tradicional passando por toda a cidade. É o momento que mais gosto.

Blog do Zé Dudu: A quem você agradece pelo trabalho feito na Secult?

Rose Valente: Agradecer ao prefeito Valmir Mariano pela oportunidade de estar a frente da Secretaria de Cultura (Secult) e à população em geral pela aceitação do nosso trabalho. Isso é muito gratificante.

2 comentários em “Entrevista com Rose Valente, secretária de Cultura em Parauapebas

  1. Senna Responder

    Secretária Rose com uma proposta corajosa para fortalecer os laços paraenses, não esqueça de trazer um grupo de carimbó “pau e corda” de Curuçá… e, é claro de Marapanim, terra do Mestre Lucindo. Por sinal muito bem lembrado esse mestre do carimbó!

  2. Marcos Ribeiro Responder

    Parabens,Rose, vc merece estar a frente da Secretaria de Cultura, vc passeia em todos os setores culturais com graça, leveza e competencia, avante menina, e bom trabalho

Deixe seu comentário