Marabá

Enchente começa a desabrigar primeiras famílias em Marabá

Conforme previsto nesta quinta-feira, 7, em primeira mão por este Blog, o nível do Rio Tocantins, em Marabá, subiu acima das expectativas da Eletronorte e nesta sexta-feira, 7, já desabrigou pelo menos 30 famílias no Bairro Independência.

O Boletim de Vazões da Eletronorte previa para ontem, sexta-feira, que o nível estacionaria em 8,25 metros acima do nível normal, mas as chuvas da madrugada anterior foram tão intensas que no início da manhã de a régua já marcava 8,59 metros acima do normal.

E no meio da noite mesmo, as famílias que moram próximo ao Rio Itacaiunas, que é represado pelo Tocantins, começaram a deixar suas casas levando o que podiam. Algumas chegaram a construir “giraus” dentro das residências para levantar os móveis mais pesados.

Foi o que fez o pescador José Orlando Luz, 41, que reside com quatro filhos e a esposa numa casa de madeira a 70 metros do Itacaiunas, no Balneário Vavazão, Bairro Independência. Ele conta que quando percebeu que a enchente “lambia” o batente de sua casa, acordou os filhos e levou todos para a residência de um cunhado, a 500 metros dali. “Daí voltei bem cedo, fiz um girau e estou torcendo para que pare de subir, senão vou precisar de mais gente para tirar tudo de casa”, explica.

O coordenador da Defesa Civil Municipal em Marabá, Jairo Milhomem, reconheceu ontem que o rio subiu muito nos primeiros oito dias de março. Segundo ele, que monitora diariamente a elevação do nível do Tocantins, do dia 1º para cá foram 1,60 metro de cheia.

Nesta sexta-feira, no final da tarde, Milhomem disse que foi surpreendido com cerca de 20 famílias pedindo socorro para deixar suas casas com o rio ainda em 8,60 metro, quando historicamente isso começava a partir de 10 metros. As pessoas estão, cada vez mais, construindo casas próximo ao rio. Há uma legislação que temos de respeitar, a qual estabelece a cota de alerta a partir de 10 metros. Só podemos agir a partir disso”, salientou.

Ele disse que quatro abrigos já estão de prontidão e dois deles começaram a ser limpos nesta quinta-feira por uma equipe da Prefeitura de Marabá: Ginásio da Obra Kolping, no Bairro Belo Horizonte; Feirinha da entrada da Marabá Pioneira; Associação de Moradores do Bairro Amapá; e área adjacente ao posto Montana, próximo ao trevo dos três núcleos da cidade.

Esses quatro locais têm capacidade para receber 200 famílias. Se for necessário, a Prefeitura vai dispor de outros seis abrigos espalhados em vários núcleos da cidade. “O Plano de Contingência da Defesa Civil está pronto desde setembro do ano passado. Estamos monitorando a subida e descida do rio. No ano passado, numa experiência atípica, auxiliamos 3.242 famílias que ficaram desabrigadas ou desalojadas”, relembra.

Quem precisar entrar em contato com a Defesa Civil Municipal em Marabá pode ligar para o telefone 3321-8990.

Ulisses Pompeu – de Marabá

Deixe seu comentário