Empreiteira da Cosanpa terá de comunicar cronograma de serviços à Secretaria de Obras

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

O secretário de Obras de Marabá, Antônio de Pádua Andrade, e o superintendente de Desenvolvimento Urbano, Gilson Dias Cardoso, se reuniram esta semana com a direção da Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa), para novamente discutir um assunto que vem causando prejuízos à população e aos cofres municipais: o fato de a empreiteira da companhia de águas quebrar ruas recentemente asfaltadas, para implantar rede de água e esgoto, e não tapar os buracos ou fazê-lo com pavimento inferior ao que se encontrava antes.

Durante a reunião ficou constatado que a empreiteira da Cosanpa está trabalhando irregularmente em Marabá, já que nem Alvará de Funcionamento a empresa possui.

Ficou então acertado com a direção da Cosanpa que a empreiteira só poderá retomar suas atividades em Marabá quando se regularizar e recolher os valores das taxas que a falta de documentação gerou.

Também ficou acordado que, ao retomar as atividades, a empresa terá de consertar de maneira correta todas as falhas que deixou em vias pavimentadas e depois destruídas.

Outro ponto que ficou certo entre a Prefeitura de Marabá e a Cosanpa é que, de agora em diante, todas as vezes que tiver de realizar um trabalho que implique na abertura de valas nas ruas, a empresa comunique local e data com bastante antecedência à Secretaria de Obras de Marabá. (Ascom PMM)

Publicidade

Relacionados