DNA: material genético dos familiares de Ana Karina e Joseane serão comparados ao do esqueleto encontrado em Parauapebas.

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

12272850_181687838843838_1136745440_nNo início do mês de novembro, um crânio e parte de um osso da bacia de um ser humano foram encontrados no bairro Cidade Jardim, em Parauapebas, depois que uma empresa adquiriu dois caminhões de terra para aterrar um terreno.

Especula-se que tais restos mortais seriam de uma mulher, já que, pelo menos duas mulheres estão desaparecidas há anos no município. A primeira é Ana Karina Guimarães, a comerciária assassinada, em 2010, quando estava grávida de nove meses; a segunda é Joseane Alves da Silva, desaparecida desde 2012. 

Segundo o IML, outros fragmentos de esqueleto humano foram encontrados no mesmo local onde se retirou o material e estes serão juntados ao crânio e à bacia para serem periciados pelo Instituto Renato Chaves, em Belém.

O delegado informou ainda que o Instituto Médico Legal de Parauapebas já recolheu o material genético das famílias de Ana Karina e Joseane para que uma comparação seja feita (DNA) e todas as dúvidas sanadas. Ainda segundo o delegado, o material segue na semana que vem para a capital e não há prazo previsto para a conclusão do laudo.

Foto: Redes sociais

Relacionados