Decisão judicial assegura retorno às obras do projeto em Serra Pelada

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

image

Serra Pelada 1983

image
Serra Pelada 2009
image
Serra Pelada 2012

A Colossus Mineração obteve decisão judicial que assegura a retomada das obras de implantação do projeto Serra Pelada Companhia de Desenvolvimento Mineral (SPCDM).

O juiz da Comarca de Curionópolis (PA) ampliou a liminar anterior que proibia ameaças à continuidade das obras do projeto – como vinha sendo anunciado publicamente na internet por grupos que incitavam a violência e a ocupação do projeto.

Na prática, a decisão, publicada na última sexta-feira 30/08, estende a multa diária de R$ 5 mil (cinco mil reais) a todos os cidadãos que estão sob orientação das lideranças. Um grupo de no máximo 200 pessoas permanece em áreas próximas ao projeto com o intuito de impedir seu pleno funcionamento.

“Os réus devem se abster da prática de quaisquer atos que importem na ameaça à posse da autora com relação à área de implantação minerária”, redigiu o juiz.

A decisão assegura o direito de ir e vir dos 1.500 profissionais diretos e indiretos que trabalham nas obras de implantação do projeto. As obras estão 85% concluídas.

Os prejuízos provocados pela paralisação do projeto da nova mina de Serra Pelada são de R$ 250 mil por dia, referentes principalmente aos custos com a manutenção da mão de obra e com fornecedores que participam da implantação do projeto – ambos impedidos de trabalhar.

A Polícia Militar do Pará permanece no local para garantir a ordem e o retorno da segurança à vila de Serra Pelada, onde residem cerca de sete mil moradores.