Cuba: Partido Comunista aprova 10 anos para presidente

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Em decisão histórica, o Partido Comunista de Cuba aprovou que “cargos políticos e estatais fundamentais”, inclusive o de presidente, terão mandato máximo de dez anos (cinco, renovável uma vez), confirmando proposta de Raúl Castro.

O anúncio foi feito pelo ditador Raúl, que discursou no encerramento de reunião da sigla em Havana. “Podemos iniciar a aplicação paulatina [da regra] sem esperar pela reforma constitucional”, afirmou. Não ficou claro se a limitação valerá para a atual cúpula do poder.

Desde 1934, Cuba teve apenas três presidentes, ou ditadores governando: Fulgêncio Batista y Zaldívar, de 1934 a 1959; Fidel Alejandro Castro Ruz, de 1959 a 2008; e o atual, Raúl Modesto Castro Ruiz, irmão mais jovem de Fidel, de quem recebeu a presidência em 24 de fevereiro de 2008, apesar de estar governando desde 31 de julho de 2006, quando Fidel se afastou do poder por problemas médicos.

Atualmente, Cuba é único país socialista do Ocidente, e um dos poucos do mundo, ao lado da China, Coréia do Norte, Vietnã e do Laos.

Visita de Dilma
A presidente Dilma Rousseff desembarca hoje em Havana, capital cubana, primeira escala de uma viagem de três dias ao Caribe. Cuba e Haiti tornaram-se países estratégicos para o governo brasileiro, que avalia que a flexibilização nas relações de Havana com Washington é uma questão de tempo.

Publicidade

Posts relacionados