Cratera provocada por rompimento de asfalto completa dois meses em Redenção

Problema é vivido pelos moradores do setor Jardim Primavera, que reclamam dos transtornos. Prefeitura diz não ter competência para fazer os reparos porque área é particular
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

Há mais de dois meses, moradores do setor Jardim Primavera são obrigados a conviver com o rompimento do asfalto e aparecimento de uma enorme cratera na av. Bahia, logo após uma ponte do setor. Problema que surgiu após uma enchente na área em 26 de novembro de 2018.

Passado todo esse tempo, ainda não apareceu ninguém para executar obras de recuperação do asfalto, resultando em muitos transtornos para os moradores. “Nunca vi tanta demora para reconstruir este trecho que foi danificado pela enchente. Falta de respeito para com a população. Todos os dias tenho que passar por aqui. Será que as autoridades não se envergonham? Já deu tempo suficiente para esta obra ser refeita”, reclama seu Sebastião Alves.

Quem precisa transitar com veículo pelo local é obrigado a desviar por outro lugar, distante quase três quilômetros da av. Bahia. “Todos os dias eu preciso passar por aqui. Agora está difícil. Tenho que percorrer mais de três quilômetros por um desvio, para chegar na minha casa”, indigna-se Fábio de Farias Correia.

Mas se para os condutores de veículos o desvio é a única opção, entre pedestres há aqueles que ignoram o aviso de interdição na área e se arriscam a passar pela cratera com o uso de uma pequena ponte de madeira, construída de forma improvisada.

A reportagem do Blog entrou em contato com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Redenção, que alegou que a área é particular e que, portanto, não é de responsabilidade do governo municipal fazer os reparos. Conforme a Ascom, a pessoa responsável pelo local é o empresário conhecido por Mazinho da Juary.

Por telefone, a reportagem começou a questionar o empresário sobre o problema, quando a ligação caiu. Foram feitas várias tentativas de novo contato com Mazinho da Juary, mas ele não retornou os telefonemas para o blog.

Publicidade

Relacionados