Contraprova de paciente africano com suspeita do vírus Ebola já está no Evandro Chagas, em Belém

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Instituto Evandro Chagas - Belém - Foto Antônio CíceroChegou a Belém na manhã desta segunda-feira (13), a nova amostra de sangue coletada do paciente Souleymane Bah, com suspeita do vírus ebola, embora o resultado do primeiro exame tenha atestado negativo para a doença.

O Instituto Evandro Chagas (IEC), em Belém, referência nacional, informou que a segunda amostra já está sendo processada para que seja feito o diagnóstico.

De acordo com o IEC, a segunda amostra foi coletada 48h após a coleta da primeira em cumprimento ao protocolo de diagnóstico de ebola preconizado pela Organização Mundial de Saúde e Ministério da Saúde.

O resultado deve ser informado ainda nesta segunda-feira pelo Instituto Evandro Chagas ao Ministério da Saúde.

O ebola
O vírus do ebola só é transmitido por meio do contato com o sangue, tecidos ou fluidos corporais de doentes, ou pelo contato com superfícies e objetos contaminados. O ministro da Saúde, Arthur Chioro, disse que, apesar da suspeita, a situação está sob controle. “Todos os procedimentos indicados no nosso protocolo foram efetivamente aplicados com muito êxito”. (G1-PA)