Notícias

Com telecentros, Reserva Extrativista (Resex) Tapajós-Arapiuns se conecta ao mundo

A Reserva Extrativista (Resex) Tapajós-Arapiuns, no Pará, está pronta para se conectar ao mundo via internet. Dias atrás, a unidade realizou o primeiro curso de capacitação dos monitores que vão …

ReservaA Reserva Extrativista (Resex) Tapajós-Arapiuns, no Pará, está pronta para se conectar ao mundo via internet. Dias atrás, a unidade realizou o primeiro curso de capacitação dos monitores que vão atuar nos 17 telecentros que estão sendo implantados nas comunidades locais.

O curso foi dirigido a jovens bolsistas. Agora, depois de treinados, eles têm a missão de ensinar aos demais moradores das comunidades existentes no interior da reserva a usar as tecnologias digitais disponíveis nos telecentros.

“Pude sentir a alegria nos rostos dos jovens selecionados para serem monitores dos telecentros durante a abertura deste curso”, afirmou Mauricio Santamaría, gestor da Resex Tapajós Arapiuns. “Eles sabem da importância de um centro de inclusão digital em sua comunidade e estão dispostos a contribuir com esse processo”.

Ainda segundo o gestor, várias comunidades da resex ficam muito distantes das áreas urbanas, algumas até dias de viagem, sem nenhum meio de comunicação. “Os telecentros serão como um portal para o mundo além da comunidade”, completa Santamaria.

A primeira turma contou com a participação de 15 jovens. Agora, na segunda quinzena de setembro, será organizado novo curso para outros jovens selecionados, já que cada telecentro tem dois monitores.

Os 17 telecentros de inclusão digital da Resex Tapajós Arapiuns estão sendo implementados através do programa Telecentros.BR, que prevê a capacitação continuada por um ano dos monitores-bolsistas.

Fonte: ASCOM ICMBio

Um comentário em “Com telecentros, Reserva Extrativista (Resex) Tapajós-Arapiuns se conecta ao mundo

  1. Francisco Bentes Responder

    A conecção digital fara com que eles se conectem com o mundo, mas o mundo também vai ficar sabendo que eles existem, o que pensão e principalmente o que ocorre na região, que cá pra nós, é um mundo aparte.

Deixe seu comentário