Cerca mil pessoas prestigiam a filiação de Tião Miranda ao PSD

A ficha do prefeito de Marabá, que deixou o PTB após 20 anos, foi abonada pelos presidentes nacional, estadual e municipal do partido. O evento polarizou o mundo político da região
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

A filiação do prefeito de Marabá, Sebastião Miranda Filho – Tião Miranda – ao PSD (Partido Social Democrático), na noite de ontem, segunda-feira (18), foi sem dúvida um dos maiores eventos políticos deste ano na cidade e região. Cerca de mil pessoas, entre políticos locais, lideranças comunitárias, servidores públicos municipais, dirigentes da Associação Comercial e Industrial de Marabá, vereadores, prefeitos, ex-prefeitos e líderes partidários de outros municípios e de diferentes partidos assistiram o presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, ex-prefeito de São Paulo, abonar a ficha de filiação do gestor marabaense.

Cerca de 500 pessoas superlotaram o plenário da Câmara Municipal, palco do evento, aproximadamente 250 assistiram tudo em telões instalados no hall de entrada do prédio do legislativo marabaense, assim como cerca de 300, acomodadas em cadeiras no estacionamento.

O presidente estadual do PSD, Helenilson Pontes, ex-vice-governador do Pará, e o secretário municipal de Saúde, Luciano Dias, presidente municipal do partido, também abonaram a filiação de Tião ao 55.

Miranda já foi filiado ao PSDB e ao PMDB – hoje MDB – e passou 20 anos no PTB, de onde saiu recentemente para trilhar um “novo caminho”, como destacou em seu discurso, quando disse que o ódio nada constrói, referindo-se a ataques sistemáticos que vem sofrendo nas redes sociais, desde que mostrou tendência a se candidatar à reeleição.

Primeiro a discursar, o anfitrião do evento, vereador Pedro Correa Lima (PTB), presidente da Câmara, aliado de sempre do prefeito de Marabá, elogiou a decisão do gestor marabaense de se filiar ao Partido Social Democrático, “uma agremiação que se propõe transformar a política nacional”.

E, nesse tema, Pedro disse que transformar é um verbo que Tião Miranda vem conjugando em todos os tempos em Marabá, pois “já transformou no passado, vem transformando no presente e vai transformar no futuro”.

O presidente municipal do PSD, Luciano Dias, abriu seu discurso afirmando estar orgulhoso por ter no partido “o melhor prefeito do Pará”. Disse ter a convicção de que a sigla, com a adesão de Tião Miranda, vai crescer muito mais em Marabá e no sul e sudeste do Pará.

“Muito obrigado, Tião, pela confiança de vir para o PSD, de aceitar o nosso convite, meu, do Helenilson e do presidente nacional, Gilberto Kassab, junto com o Joaquim [Passarinho, deputado federal], para compor as fileiras do PSD. Você terá aqui, Tião, toda a confiança necessária, todo o apoio necessário e partidário para disputar com toda a tranquilidade a eleição [de 2020] aqui em Marabá. E novamente fazer a história deste município”, discursou Luciano.

Próximo a discursar, o deputado federal Joaquim Passarinho disse que estava muito feliz por vários motivos. Porém, mais ainda por saber o que o prefeito de Marabá no PSD vai representar mais para o partido não só no sul do Estado, mas em todo o Pará.

“O Tião hoje, onde nós passamos, é referência em administração séria, segura, comprometida com o município. E Marabá precisava disso há muito tempo. O Tião tem a cara do PSD, a cara de quem quer fazer a mudança, de quem vai fazer a mudança, de quem quer trabalhar e ser responsável por esta cidade, por este País e pelo nosso Estado”, enalteceu Joaquim Passarinho.

Gilberto Kassab: “Hoje não estamos homenageando qualquer um”   

Helenilson Pontes, presidente estadual do PSD, disse que Tião Miranda era “a estrela da noite, motivo de admiração” de todos aqueles que fazem política no Estado do Pará: “Você é um sujeito sério e a política é lugar de gente séria. A política tem de ser valorizada como instrumento de mudança da sociedade. Nós não temos saída fora da política. É preciso incentivar pessoas como o Tião Miranda, que colocam a política no grau mais alto em que ela deve estar”.

“Eu fico muito feliz em ter você, Tião, no PSD, que, como disseram o Luciano e o Joaquim, é o partido que mais cresce no Brasil e vai ser o partido que mais vai crescer no ano que vem porque nós estamos resgatando a boa política, nós estamos fazendo política com gente de bem, que tem compromisso com coisas, com princípios e com valores”, destacou Pontes.

Gilberto Kassab, ao tomar a palavra disse que naquele ato, todos ali não estavam aplaudindo, reverenciando, homenageando a filiação de qualquer um: “Nós estamos homenageando uma das figuras mais importantes do Pará e da vida pública do Brasil. No Pará, pela importância de Marabá. Do Brasil, pela importância crescente que tem o Pará na economia e nos destinos do País”, salientou o presidente nacional do PSD.

“O Tião, ao longo do tempo, revelou uma extraordinária vocação para o Poder Executivo”, disse Kassab, dirigindo-se, em seguida, ao próprio prefeito de Marabá: “Antes mesmo de te conhecer com mais profundidade, tive plena convicção da importância que você tem para Marabá e para o Pará. E plena convicção do que significa para o PSD aqui no Pará e no Brasil a sua filiação. Ela vai ser balizadora, referência. É assim com os grandes líderes”.

Tião Miranda: “Sinto que estou em um novo caminho”

Tião Miranda, último a discursar, iniciou sua fala afirmando que se sente satisfeito em estar filiado ao PSD. “Hoje, sinto que estou em um novo caminho. E é esse caminho que eu quero seguir, que é o 55”. Mais adiante lembrou ser necessário, na questão partidária, que cada um se identifique com o partido, que sinta que naquela sigla tem amigos e que são pessoas que querem caminhar todas juntas para fazerem o melhor.

“Hoje, ser prefeito, é um cargo de muita responsabilidade. É um cargo muito fiscalizado, muito cobrado. E não é só o prefeito, os vereadores também são muito cobrados”, disse Tião, lembrando que as redes sociais não poupam ninguém. “As redes sociais têm coisas boas e ruins”.

“Nós sabemos, a população de Marabá sabe, que o prefeito trabalha para fazer avançar a qualidade de vida, fazer avançar a melhoria da cidade. Se votar mal, retrocede. As pessoas sempre perguntam qual o segredo do prefeito Tião Miranda ter   popularidade? Eu digo o seguinte: nada vence o trabalho. Eu acredito muito no trabalho”, afirmou Tião.

Ele lembrou que as pessoas, atualmente, criminalizam muito os políticos e disse que nem todos estão no mesmo rol, destacando que há maus políticos, mas também existem os bons políticos e salientou, que desde o tempo dos faraós, só existem duas maneiras de governar o mundo, de governar as cidades: pelas armas ou pela política.

“Então, é muito melhor pela política, que é um processo democrático. Se a pessoa errar, de quatro em quatro anos, [o eleitor] pode fazer a mudança. Eu sempre digo o seguinte: para o mal proliferar, basta o bom ser omisso. Não adianta a pessoa não participar do processo político, [porque aí] os maus vão participar e vão mandar. Nós temos de ir para frente. Eu não sou prefeito por vontade própria. Eu sou prefeito talvez porque muita gente de bem, de conhecimento e preparo não quis entrar na política, foi cuidar da sua vida, das suas coisas”, discursou o prefeito.

Miranda lamentou que, às vezes, pessoas queiram confusão, briga, com ele. E disse que não é homem de briga, afirmando que o ser humano tem duas formas de gastar as energias: “De forma positiva, construindo e realizando; ou de forma negativa, brigando com os outros. E nós temos hoje, em Marabá, de nos unirmos, para deixar a cidade a cada dia melhor porque todos nós vamos passar e o município vai ficar. E nós temos essa responsabilidade. E digo que só se constrói uma cidade melhor com harmonia, compromisso e seriedade. Eu sempre vou dizendo pra vocês: vamos trabalhando que Deus vai ajudando”, concluiu Tião sob aplausos.

Por Eleuterio Gomes – de Marabá    

Publicidade

Relacionados