Casa da Cultura promove oficina online para formar contadores de história

De 6 a 10 de dezembro, oficina gratuita abordará elementos como o processo de investigação de voz autoral e narração artística.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A Casa da Cultura de Canaã dos Carajás promove oficina online e gratuita para formar contadores de histórias. Serão abordados tópicos como o processo de investigação de voz autoral para cada contador e narração artística. O curso  será realizado de 6 a 10 de dezembro, por meio da plataforma Google Meet, às 20h.

Para participar é preciso ter acesso à internet. As inscrições podem ser feitas ligando ou enviando mensagem para um destes números: (94) 99160-8186 e (94) 99220-3451. Os participantes terão direito a certificado ao final da oficina.

A oficina será ministrada por Cláudia Borges, que é licenciada em Letras –  Língua Portuguesa pela Universidade Federal do Pará.

Uma nova história a cada semana

E para quem gosta de participar como espectador das histórias, a Casa da Cultura de Canaã dos Carajás também fará uma agenda especial neste mês. Toda terça-feira de dezembro o público receberá uma nova contação de história pelo WhatsApp.

A primeira delas será contada na próxima terça-feira (07), às 20h, para quem se inscrever na programação. Quem vai interpretar “Os três lobinhos e o porco mau”, de Eugene Trivizas, é a contadora de histórias Naza Russi.

No dia 14 será a vez de Alana Lima explorar a história “Que chulé espetacular”, criada por Celso Cisto. A narrativa fala do encontro entre Anabela, uma lavadeira que não gostava de tomar banho, e o príncipe Celestino. Ele se apaixona por Anabela e, ao perceber que ela não lava os pés, ele decide fazer o mesmo e se transformar em um sapo para conquistar o seu amor.

A contação de histórias do dia 21 de dezembro terá um intérprete de Libras – Língua Brasileira de Sinais. Antonio Cavalcante apresentará “O livro mágico de Natal”, escrito por ele e Andrey Cunha. A história narra a mudança de Beatrice e sua família para um pequeno vilarejo onde quase todos os moradores são surdos.

Sem saber Libras, a menina é rejeitada por todos, menos por um gentil senhor de cabelos e barbas longas, que lhe acolhe e explica o que é a Libras.

Na noite do Natal, Beatrice implora para que o Papai Noel lhe dê de presente a fluência em Libras.

No dia 28 de dezembro, a última contação de história do mês trará um personagem que se tornou símbolo da resistência negra durante a escravidão. “Abayomi”, escrita por Sandra Costa e interpretada por Josilane Emerique, mostra como a boneca Abayomi, feita de tiras de pano das saias das mulheres africanas, servia de amuleto de proteção para os filhos que choravam ao ver a dor e o desespero dos adultos.

Programação

A programação completa da Casa da Cultura de Canaã dos Carajás prevista para dezembro está disponível no site casadaculturacanaa.com.br. As informações podem ser conferidas nas redes sociais da instituição. No Facebook e no Instagram, o perfil é @casadaculturacanaa