Carajás: trabalhadores da Vale estão em greve

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

greve em Carajás

Cerca de 1.500 funcionários da Mineradora Vale, em Carajás, estão parados na portaria da mina de N-5, na Floresta Nacional de Carajás, desde as primeiras horas da manhã desta quarta-feira (15). Segundo as primeiras informações, eles reivindicam o fim das demissões, que vem ocorrendo de forma paulatina, e também o fim dos cortes nos benefícios aos trabalhadores, desde que o preço do minério de ferro caiu no mercado internacional.

Os funcionários das terceirizadas da Vale não foram impedidos de trabalhar.

Instada a se pronunciar sobre o assunto, a Assessoria da mineradora ainda não o fez.

Atualização às 12 horas
Os trabalhadores fizeram uma assembleia na portaria de N5 e depois seguiram para o trabalho. O Acordo Coletivo de Trabalho Específico, relativo a 2015-2017, de Carajás, Salobo, Sossego e S11D, com o Sindicato Metabase, teve início hoje.

Em nota enviada ao Blog, a Assessoria da Vale afirma que a Vale não comenta negociações em andamento com sindicatos. Sobre demissões, a empresa mantém uma taxa de rotatividade bem abaixo da média da indústria brasileira de mineração e siderurgia, que é de 15%. A empresa reforça que, para se adaptar ao atual cenário da mineração, tem focado suas atenções no rigor na alocação de recursos, na otimização e simplificação de processos e no desenvolvimento de ativos de classe mundial, em busca de mais produtividade e para garantir o retorno desejado para seus acionistas.

2 comentários em “Carajás: trabalhadores da Vale estão em greve

  1. Ling Fu Responder

    Coitados vao ser todos demitidos, com beneficios ou sem… nao sabem esses pobres operarios que seus nomes estao numa lista de mais de tres mil demissoes na proxima semana? Pois deveriam! Aquele peito doce e cheio de leite que todos mamavam, SECOU! Sindicado é como prostituta, come quem paga mais….esses beneficios que o sindicato supostamente reivindica é meramente acordo de gaveta, 14º, 15º salarios sao meros acordos temporários do tipo “”cala boca” O que está na lei é o 13º esse sim, é obrigatório. Acabou a mamata peãozada!

  2. Leticia Lima Andrade Responder

    Isso já se tornou uma palhaçada…
    O sindicato para os ônibus por 30 minutos pra falar mentiras e mais mentiras, e publica nas redes sociais que os trabalhadores estão fazendo greve.KKKK
    Cadê o nariz de palhaço MACARRÃO?

Deixe seu comentário

Posts relacionados

%d blogueiros gostam disto: