CANINDÉ CONTINUA PRESO

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Um tumulto envolvendo policiais militares e cerca de 150 funcionários de empresas contratadas pela Vale deixou ontem um ferido e levou à prisão de duas pessoas.
Segundo a polícia, os funcionários de duas empreiteiras prestadoras de serviços para a mineradora, que estão em greve reivindicando maiores salários, resolveram bloquear, na manhã de ontem, a entrada da Serra de Carajás, onde a Vale tem um dos seus principais projetos de extração de minério de ferro.
A confusão começou, quando um ônibus com funcionários de outra terceirizada tentou passar pelo bloqueio para entrar no local. Os grevistas, para evitar a entrada do veículo, jogaram pedras e, de acordo com a Polícia Militar, o depredaram.
Chamada, a PM atirou bombas de efeito moral. Um dos manifestantes, César Oliveira Santos, pegou uma dessas granadas para jogá-la de volta, mas ela acabou explodindo em sua mão. No incidente, perdeu parte dos dedos.
Duas pessoas ligadas à direção do STCLMP (Sindicato dos Trabalhadores na Construção Leve e do Mobiliário de Parauapebas) foram presas em flagrante por incitação ao crime: Francisco Canindé e Raimundo da Silva.
A Vale afirmou que não é responsável pelas negociações trabalhistas das empresas que contrata, e que possíveis reajustes já estão previstos nos contratos.
Um vereador do PT, nos disse hoje que foi até o Comandante da PM em Parauapebas e, apresentando-lhe o telefone, disse que tinha do outro lado da linha o Prefeito Municipal. O comandante não atendeu a ligação do Prefeito, não explicando os motivos para não fazê-lo. Por outro lado os sindicalistas continuam presos junto a bandidos de alta periculosidade, sem que Darci,”companheiro de partido”, tenha tomado nenhuma atitude para minimizar a situação do sindicalista que tanto ajudou na sua eleição em 2004.
Coisas da política !? Coisas do PT !? Coisas de Darci !!!
Post com a colaboração do Portal Bol.