Bragantino vence o Galvez no Diogão, se isola na liderança e encaminha classificação na Série D

Túlio e Canga assinalaram os gols da partida deixando o Tubarão próximo da vaga
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O Bragantino Clube do Pará fez mais uma vítima no Campeonato Brasileiro da Série D. Na tarde deste domingo (25), o Tubarão do Caeté derrotou o Galvez (AC), por 2 a 0, no Estádio Olímpico São Benedito, o Diogão, em Bragança, partida válida pela nona rodada da primeira fase. Com o triunfo, o Tubarão do Caeté chegou aos 20 pontos, se isolando na liderança do Grupo 1, e ficando próximo da vaga para a segunda fase da competição.

O primeiro gol saiu na etapa inicial, quando o meia Túlio acertou um chute de primeira, no ângulo da meta do goleiro Miller, aos 23 minutos. Na etapa final, o Tubarão do Caeté teve um pênalti a seu favor, quando Fidélis cruzou da esquerda e a bola tocou na mão do zagueiro dentro da área. Canga cobrou e marcou, aos 29 minutos.

O Bragantino volta campo diante do Independente no próximo domingo (01), à 16h, no Estádio Municipal Antônio Dias, o Navegantão, em Tucuruí. A partida entre os paraenses será válida pela 10ª rodada da Série D.

O jogo: Tubarão está impossível!

O Galvez começou bem a partida e chegou com perigo. Em uma cobrança de falta de Alfredo, o goleiro Axel Lopes defendeu esquisito para escanteio. Na segunda tentativa do Imperador, o atacante Wanderson disparou um chute forte de fora da área, a bola explodiu no travessão de Axel Lopes. Quando o Bragantino chegou foi fatal. Jackson cobrou escanteio, a zaga cortou de cabeça e na sobra, Túlio emendou um chute de primeira e marcou um golaço, aos 23 minutos, 1 a 0.

O árbitro autorizou a parada técnica, aos 30 minutos. Na volta, o Tubarão do Caeté quase ampliou com Gugu Vieira, que recebeu de frente para o gol, mas chutou para fora. No segundo tempo, o Bragantino seguiu melhor. Bruno Limão, em jogada individual, disparou um chute por cima da meta do goleiro Miller. O Tubarão marcou o segundo. O atacante Fidélis cruzou da esquerda e bola tocou na mão do zagueiro, pênalti assinalado. O artilheiro Canga cobrou rasteiro no canto esquerdo do goleiro Miller, que foi e não achou nada, 2 a 0, aos 29 minutos.

O atacante Fidélis tentou marcar o terceiro e chutou no alto, mas parou na defesa do goleiro Miller. Em duas tentativas do Galvez, o goleiro Axel Lopes defendeu bem para o Tubarão. Na primeira, após cobrança de falta, o goleiro do Tubarão espalmou. Na segunda, depois de um chutaço da entrada da área, o arqueiro conseguiu espalmar novamente.  Na última chance do jogo, Wendell carregou bem e chutou, a bola bateu no pé da trave e saiu. Quase o terceiro. Placar final: Bragantino 2 x 0 Galvez.

FICHA TÉCNICA

BRAGANTINO: Axel Lopes; Bruno Limão, Romário, Gabriel Gonçalves e Jackson (Esquerdinha); Ricardo Capanema, Paulo de Tárcio e Túlio (Wendell); Edicleber (Emerson), Gugu Vieira (Fidélis) e Canga (Bilau). Técnico: Cacaio

GALVEZ: Miller; Renato, Jô, Weverton e Alfredo (Nerson); Joel (Giovani), Gustavo Santos (Adriano), Mamud (Lucas Bala), e Daniego; Felipinho e Wanderson (índio). Técnico: Zé Marco

Árbitro: Osimar Moreira da Silva Júnior (CBF-GO)

Assistente 1: Acácio Menezes Leão (CBF-PA)

Assistente 2: Robson João dos Reis (CBF-PA)

Quarto árbitro: Wasley do Couto Leão (CBF-PA)

Cartões amarelos: Ricardo Capanema, Paulo de Tárcio e Gabriel Gonçalves (Bragantino); Jô , Gustavo Santos e Zé Marco (Galvez)

Gols: Túlio, aos 23, do 1° tempo, e Canga, de pênalti, aos 29 minutos do 2° tempo para o Bragantino

Local: Estádio Olímpico São Benedito, o Diogão, em Bragança

Por Fábio Relvas / Foto: Marcelle Pires