Canaã dos Carajás

Bloco “Super Beijo” vai doar parte da venda de abadás a causas sociais

Serão colocados à venda 600 abadás. Entre as atrações já confirmadas, a dupla Lucas e Kauan e o cantor Elizeu Viegas devem se apresentar durante os três dias de festa.

Já dizia o axé da banda Babado Novo: “Paz, carnaval, futebol. Não mata, não engorda não faz mal”. A letra vai ao encontro do pensamento de alguns incentivadores da festa que acreditam que o evento contribui não apenas para a diversão, mas também para o fomento da economia local.

Há 10 anos, o Bloco Super Beijo vem fazendo a alegria dos foliões de Canaã dos Carajás. Em 2019, a direção já confirmou que não será diferente. O bloco, conhecido por se articular a fim de contribuir para o fortalecimento de causas sociais, desta vez pretende estender o apoio a instituições filantrópicas como a Associação de Pais e Amigos Excepcionais (Apae) e à ONG Anjos de Patas, que atua no resgate e cuidados de animais em situação de risco.

A expectativa é doar parte do valor arrecadado com a venda de abadás. “O bloco surgiu com o objetivo de fortalecer a cultura e também contribuir com questões sociais, uma vez que parte do lucro da venda dos abadás é revestida em trabalhos de ações sociais, como doação de cestas básicas, ajuda às famílias carentes. Em 2019 queremos aumentar esse apoio”, explica Júnior Super, fundador-presidente do bloco.

Um total de 600 abadás será colocado à venda e reservas devem ser feitas pelos números (94) 98167-6620 e 99138-5677. Entre as atrações já confirmadas a dupla Lucas e Kauan e o cantor Elizeu Viegas devem se apresentar durante os três dias de festa.

O bloco atualmente se mantém graças ao apoio de dez patrocinadores. A concentração será na praça do bairro Novo Horizonte. “O bloco Super Beijo também visa fomentar o comércio local, uma vez que nós incentivamos os foliões a comprar todos os adereços na nossa cidade. Já estamos fazendo a escolha da nossa rainha. Temos tido um resultado positivo durante todos esses anos, em que as pessoas, além de se divertirem, também contribuem com o social”, diz Júnior Super.

Deixe seu comentário