ADEPARÁ lançou neste domingo (1º) mais uma etapa da Campanha de Vacinação contra a Febre Aftosa

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

É a última etapa do ano de 2015 contra a doença. Campanha abrangerá todo o território paraense, com exceção do arquipélago do Marajó e municípios de Faro e Terra Santa

aftosaA Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (ADEPARÁ) iniciou no domingo, dia 1º de novembro, mais uma etapa da Campanha de Vacinação Contra a Febre Aftosa. A campanha abrangerá todo o território paraense, com exceção do arquipélago do Marajó e municípios de Faro e Terra Santa. O objetivo é a manutenção do Estado como área livre da febre aftosa e assim conseguir mais mercados nacionais e internacionais para a produção paraense.

O Governo do Estado, através da ADEPARÁ, é o responsável pela campanha, que tem importância estratégica para a balança comercial do Pará. Servidores da agência em todo o Estado acompanharão o trabalho para garantir que todo o processo de vacinação atenda às metas da agência, que é alcançar o mais alto índice vacinal.

A estimativa é que esta etapa da vacinação abranja, no mínimo, 108.102 propriedades cadastradas pela ADEPARÁ em 138 municípios paraenses. “O importante é a proteção do rebanho. A vacina é a única forma de evitar a febre aftosa e também de manter o Estado livre da doença”, explicou o gerente do Programa Estadual de Erradicação da Febre Aftosa da ADEPARÁ, George Santos. O produtor rural é o responsável pela vacinação de seu rebanho, devendo adquirir a vacina, dentro do prazo da etapa, em uma revenda cadastrada pela ADEPARÁ e, tendo até o dia 15 de dezembro para ir ao escritório da Agência de controle de sua propriedade, para comprovar a vacina.

Diretor geral da ADEPARÁ, Luciano Guedes ressalta a importância estratégica que a vacinação tem tido para a balança comercial do Estado. “O Pará é um estado que produz muito mais carne bovina do que consume. Os paraenses consomem apenas 25% do que produzem. Assim, o Estado precisa garantir mercados para a produção, para o que é processado nos frigoríficos”, diz. “A vacinação e a comprovação dela é uma exigência não só dos estados compradores como de outros países. Existe um acordo internacional que exige isso. O Pará é livre de aftosa com vacinação e para manter esse status precisamos ter a vacinação”, completa Guedes.

Economia e geração de renda
Ter o rebanho paraense livre da febre aftosa é de fundamental importância para a economia do Pará, já que um melhor status valoriza a qualidade do produto, aumentando a possibilidade de abertura de novos mercados, gerando mais emprego e renda ao Estado.

Calendário
A v
acinação ocorre entre os dias 1º e 30 de novembro, e a comprovação da vacinação deverá ser feita pelos pecuaristas até 15 de dezembro.

A ADEPARÁ realiza 5 campanhas contra a febre aftosa ao longo do ano:

  • 15 de março a 30 de abril – Zonas de Proteção de Faro e Terra Santa
  • 1 a 31 de maio – campanha estadual de vacinação/maio 2015
  • 15 de julho a 30 de agosto – Zonas de Proteção de Faro e Terra Santa
  • 15 de agosto a 30 de setembro – Arquipélago do Marajó (etapa única, em função das condições geoclimáticas)
  • 1 a 30 de novembro – campanha estadual de vacinação/novembro 2015

1 comentário em “ADEPARÁ lançou neste domingo (1º) mais uma etapa da Campanha de Vacinação contra a Febre Aftosa

Deixe seu comentário

Posts relacionados

%d blogueiros gostam disto: