Serra dos Carajás: abrindo o mês da criança, companhia de Teatro apresenta peça “O Gato de Botas”

Continua depois da publicidade

Como parte das campanhas “Vamos ao Teatro” e ”Vamos fazer Teatro”, haverá apresentação da peça infantil “O gato de botas ”, no Cine Teatro Carajás, pela companhia Gente de Teatro, nesse final de semana, dias 3 e 4 de outubro, às 19 horas. O ingresso será de R$15,00, com meia entrada para estudantes no valor de R$7,50.

O texto
O Gato de Botas faz parte de um livro escrito por Charles Perrault com o singelo titulo de ‘’Os contos da mamãe Gansa’’. Em meio ao processo de adaptação da obra literária O Gato de Botas para uma montagem cênica, a Companhia Gente de Teatro priorizou em contá-la para o espectador de uma forma lúdica e também poética. A peça mostra as aventuras em um reino distante do filho caçula de um velho moleiro e suas peripécias,, até se transformar no Marques de Carabá com ajuda de seu fiel amigo, um gato domestico muito especial que tem o dom da fala e também do convencimento, mas que vive as brigas com o mensageiro do Rei.

Esse reino distante é assombrado por um bruxo, Ferra Braz, que vive espalhando suas maldades entre os camponeses do lugar. Porém, o soberano Rei Sol nada sabe, já que só se preocupa em casar sua filha, a princesa do reino, a muito encalhada.

Ficha técnica
Direção: Doddy Amâncio
Sonoplastia : Jhon Jhon Medeiros
Maquiagem: Fabia Gonçalves
Texto: Charles Perrault

Elenco:
Gato de Botas: Doddy Amâncio
Marquês de Carabá: Witalo Mendes
Mensageiro :Higor Alcântara
Rei Sol: Eduardo Abreu
Princesa encalhada: Elen Emerique
Espantalho: Ricardo Silva
Bruxo Ferabraz: Patrick Zarac
Ama: Jéssica Fonseca
Pai de Tomas: Jerr Fonseca
Camponesa: Débora Ker

O Autor

Charles Perrault nasceu em Paris, no dia 12 de janeiro de 1628 e faleceu também em Paris no dia 16 de maio de 1703. Ele foi um escritor e poeta do século XVII que estabeleceu as bases para um novo gênero literário, o conto de fadas, além de ter sido o primeiro a dar acabamento literário a esse tipo de literatura, feito que lhe conferiu o título de “Pai da Literatura Infantil”. Suas histórias mais conhecidas são Le Petit Chaperon rouge (Chapeuzinho Vermelho), La Belle au bois dormant (A Bela Adormecida), Le Maître chat ou le Chat botté (O Gato de Botas), Cendrillon ou la petite pantoufle de verre (Cinderella), La Barbe bleue (Barba Azul) e Le Petit Poucet (O Pequeno Polegar). Contemporâneo de Jean de La Fontaine, Perrault também foi advogado e exerceu algumas atividades como superintendente do Rei Luís XIV da França. A maioria de suas histórias ainda hoje são editadas, traduzidas e distribuídas em diversos meios de comunicação, e adaptadas para várias formas de expressões, como o teatro o cinema e a televisão, tanto em formato de animação como de ação viva.

A Companhia  Gente de Teatro

Fundada em 2013, no município de Parauapebas, a Cia Gente de Teatro tem procurado levar espetáculos de teatro para a população, já que entende que a dramatização desperta  e educa e trabalha a imaginação e o o espírito criador, estimulando a auto-expressão e desenvolvendo a linguagem oral e gestual, ao mesmo tempo em que utiliza o corpo como forma de expressão.