Xinguara: Encerradas as buscas por corpo de vereador e de amigo desaparecidos no Rio Araguaia

As buscas, que duraram nove dias, encerraram neste domingo (12). Os dois não foram localizados
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Equipes encerram buscas por vereador e amigo desaparecidos no Rio Araguaia

Continua depois da publicidade

As buscas pelo corpo do vereador Maurisan Alves de Araújo (PDT), de 51 anos, e do seu amigo, Jorge Rui Souza Alves, o “Jorginho”, 42 anos, foram encerradas neste domingo (12), segundo informação do comandante do 10º Grupamento Bombeiro Militar (GBM), em Redenção, no sul do Pará, tenente-coronel Charles de Paiva Catuaba. Os dois não foram localizados.

O vereador e Jorginho estão desaparecidos no Rio Araguaia desde o último dia 4, após a voadeira em que estavam naufragar no Distrito de São José do Araguaia, na localidade do Pontão, município de Xinguara, no sudeste do estado.

Durante nove dias, as buscas mobilizaram equipes do Corpo de Bombeiros de Redenção e Belém, Capitania dos Portos, Grupamento Aéreo de Segurança Pública do Pará (Graesp), Defesa Civil de Xinguara e diversos voluntários da comunidade do Distrito de São José e municípios vizinhos.

Segundo o comandante do 10º GBM, foram utilizadas todas as técnicas para tentar localizar as vítimas no rio. “Infelizmente, não conseguimos obter êxito e tivemos que encerrar as buscas,” lamenta Charles Catuaba, ressaltando que o rio é extenso, mas não apresenta obstáculos que possam enganchar ou prender um corpo em seu leito.

A suspeita, supõe Catuaba, é de que algum animal, como jacaré, possa ter comido os corpos das vítimas. As buscas encerraram às 12h do domingo.

Na embarcação que naufragou estavam, além de Maurisan e seu amigo, mais sete pessoas, entre elas a esposa do vereador, Simone do Amparo Paes da Silva, de 39 anos, e os dois filhos do casal. Simone e uma das crianças, de cinco anos, morreram afogadas e seus corpos foram localizados horas após o acidente. As outras pessoas foram resgatadas com vida.

O vereador voltava de uma comemoração com familiares e amigos, quando começou a ventar forte, formando banzeiros no rio, que acabou virando a voadeira, embarcação de pequeno porte. A Capitania dos Portos abriu inquérito para investigar as reais causas do acidente. 

Maurisan Alves de Araújo é vereador da Câmara Municipal de Xinguara, eleito em 2020 pelo PDT. Caso ele não seja localizado, e declarado morto, o suplente Sérgio Reis dos Santos (PDT), o Potó, deve assumir a sua cadeira na Câmara Municipal de Xinguara.

Tina DeBord

Deixe seu comentário

Posts relacionados