Vigilância Epidemiológica investiga morte de homem com suspeita de “doença da urina preta”

Paciente de 55 anos morreu nesta terça (7), no Hospital Municipal de Santarém. Síndrome de Haff é uma doença causada por ingestão de pescado contaminado com toxina
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Genivaldo Cardoso de Azevedo, de 55 anos

Continua depois da publicidade

O mototaxista Genivaldo Cardoso de Azevedo, de 55 anos, morreu na manhã desta terça-feira (7), no Hospital Municipal de Santarém (HSM), com suspeita da Síndrome de Haff, mais conhecida como “doença da urina preta”. Amigos do mototaxista relataram que ele comeu peixe no fim de semana e começou a se sentir mal. 

Segundo o HSM, o paciente apresentou os primeiros sintomas de dores musculares no dia 5 de setembro, quando deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA). “Ele recebeu atendimento, melhorou o quadro e foi liberado, mas o paciente piorou, as dores musculares aumentaram. No decorrer do domingo, ele apresentou piora do caso e foi solicitada a transferência para o Pronto Socorro,” disse o diretor-técnico Vinícius Savino.

Além das dores intensas pelo corpo, Genivaldo apresentou quadro de insuficiência urinária. A cor da urina ficou escurecida. O Hospital informou que, por se tratar de um caso suspeito da Síndrome de Haff, os órgãos de Vigilância em Saúde foram acionados para seguir os protocolos técnicos.

A Vigilância Epidemiológica de Santarém confirmou que iniciará os protocolos de investigação e mapeamento nesta quarta-feira (8), com monitoramento e notificação dos familiares de Genivaldo. Esse trabalho vai ser orientado com base em nota técnica da Secretaria de Estado de Saúde (Sespa).

Síndrome de Haff 

A Síndrome de Haff, conhecida como “doença da urina preta”, é causada pela ingestão de pescado contaminado por uma toxina capaz de causar necrose muscular, ou seja, a degradação dos músculos. Outros sintomas da doença são decorrentes desse quadro. A síndrome está associada ao consumo de peixes como arabaiana, conhecido como olho de boi e badejo.

Deixe seu comentário

Posts relacionados