Tucuruí: “Segurança por Todo o Pará” debate medidas de prevenção e enfrentamento à criminalidade

O projeto, que analisa e debate propostas para diminuir a criminalidade, chegou a 6ª Edição, com a reunião com as autoridades do setor na 9ª Região Integrada de Segurança Pública (RISP) "Lago de Tucuruí"
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Agentes de segurança pública participaram da 6ª reunião realizada na RISP do Lago de Tucuruí

Continua depois da publicidade

O Projeto “Segurança por Todo o Pará” chegou a sua 6ª edição com uma reunião, na manhã desta quinta-feira (20), na 9ª Região Integrada de Segurança Pública (RISP) “Lago de Tucuruí”, na cidade de Tucuruí, no sudeste do estado. O evento, que reuniu os gestores estaduais de segurança pública, aconteceu no prédio da Faculdade Ciências Religiosas Gamaliel.

O projeto analisa e debate propostas para diminuir a criminalidade, com exemplos positivos obtidos na Região Metropolitana de Belém e que podem, levando em consideração as especificidades locais, serem aplicadas na 9ª RISP. Um dos diferenciais do projeto consiste em não apenas instalar a iniciativa, mas sim em ouvir a sociedade, os profissionais que atuam na região e construir coletivamente propostas de melhoria para a segurança pública, além de fazer o monitoramento das ações.

Para isso, oficinas são realizadas por meio da Diretoria de Prevenção Social e da Violência e da Criminalidade (Diprev) vinculada à Secretaria de Segurança Pública e Defesa do Cidadão (Segup). Durante a reunião, o secretário de Segurança Pública, Ualame Machado, reforçou a importância de cada etapa do projeto.

“Nós já fizemos a fase de oitiva da população, que foi consultada através de uma pesquisa para relatarem suas experiências com a segurança pública, bem como a percepção dos agentes para que possamos entender os números, discuti-los, traçar as ações que podem ser feitas, aquilo que precisa ser melhorado, o que nós podemos auxiliar para que isso melhore e poder construir de forma integrada um projeto de planejamento, não só operacional, mas também de gestão”, explicou o titular da Segup.

Comandante-geral da PM fala sobre o Projeto “Segurança por Todo o Pará”

Esta é a sexta edição do projeto, que já alcançou seis regiões de integração. “Nós já implementamos o projeto na RMB e, com ajustes, o estamos interiorizando. Já passamos por algumas regionais, a exemplo de Santarém, São Felix do Xingu, Redenção, Abaetetuba e, desta vez, em Tucuruí. Desse modo, a gente traz os números, mas também discute esses dados com quem está na ponta, saber os porquês dos números, sejam eles bons ou ruins, para que possamos pegar experiências positivas, poder detectar algum ajuste que precisa ser feito e, a partir daí, nós darmos os meios, para que os profissionais que estão aqui possam executar as melhorias”, concluiu Ualame Machado.

Participaram do evento o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Dilson Júnior; o delegado-geral da Polícia Civil, Walter Resende; o secretário adjunto de Assuntos Penitenciários, coronel Arthur Moraes; o coordenador de operações do Departamento de Trânsito, Ivan Feitosa; e o comandante do 8º Grupamento de Bombeiros Militar, tenente-coronel Marcelo Alfaro.

Investimentos – Os investimentos realizados pelo Projeto “Segurança por Todo o Pará” envolvem três itens: Integração, Inteligência e investimentos. Para a Região do Lago de Tucuruí, por exemplo, será destinada uma lancha para os policiais, além da integração das câmeras de monitoramento existente na cidade com as câmeras do Departamento de Trânsito, ampliando assim as ações de prevenção.

Tina DeBord -com informações da Polícia Militar

Publicidade