Preso foragido da Operação “Mundurukânia 2” acusado de ataques à base da PF

O homem estava com mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça Federal, acusado de participar de ataques a PF durante operações de combate a exploração de garimpos ilegais nas Terras Munduruku em Jacareacanga, no sudoeste do Pará
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Base da PF foi alvo de ataques de garimpeiros durante a operação Mundurukânia

Continua depois da publicidade

A Polícia Federal prendeu, na tarde dessa quinta-feira (8), um dos alvos da Operação Mundurukânia 2, que ainda não tinha sido capturado. O homem esteve envolvido em ataques a base operacional da PF durante operações de combate a exploração ilegal de minério nas Terras Munduruku em Jacareacanga, no sudoeste do Pará.

O homem, que estava com mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça Federal de Itaituba, na mesma região, se entregou, espontaneamente, à sede da Polícia Federal no município. Segundo a PF, o acusado foi alvo de investigações na Operação Mundurukânia 1, quando aconteceu o ataque à base da corporação, assim como ataques a uma aldeia Munduruku.

Ele foi um dos procurados na Operação Mundurukânia 2, mas não foi localizado. O preso foi levado ao presídio de Itaituba e se encontra à disposição da Justiça.

Tina DeBord