Prefeitura de Conceição do Araguaia anuncia cancelamento da programação do Veraneio 2020

Governos Estadual e Federal não custearão eventos pelos próximos três meses.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A Prefeitura Municipal de Conceição do Araguaia anunciou nesta quinta-feira (16), o cancelamento da programação do Veraneio de 2020.

De acordo com informações do prefeito Jair Martins, o veraneio do município é feito basicamente, com emendas parlamentares. “Neste momento, os Governos do Estado e Federal estão destinando seus recursos para a Saúde, não só para o combate à pandemia, como também para outros investimentos neste setor. Com isso, foram suspensos vários convênios e nos próximos três meses, não haverá nenhum evento custeado com dinheiro público”, explica.

Segundo ele, não há como as emendas destes recursos voltarem para o município e os valores devem ficar à disposição do Estado, para que sejam feitos os investimentos que acharem necessário.

“O dinheiro da nossa contrapartida, será investido na Saúde, Educação e na infraestrutura do município de Conceição do Araguaia. É muito triste para um gestor, cuja marca da administração seja o veraneio, não contar com a realização deste evento”, lamenta Jair.

Preocupado com a situação dos comerciantes, principalmente dos pequenos, que faturavam neste período de movimentação na cidade, Martins ressalta que dar essa notícia ao município é muito difícil.

“Eu sei quanto emprego e renda gera o veraneio, mas, o que podemos dizer agora é que a Feira Gastronômica e o Réveillon de Conceição do Araguaia seguem nos planos da prefeitura. São eventos que aquecem a economia e o turismo do município. Por hora, esses eventos estão mantidos no calendário, mas deixo bem claro que tudo dependerá de como a pandemia vai desenrolar”, esclarece.

Veraneio

Conceição do Araguaia é considerada um dos principais polos turísticos do Pará e nos meses de junho e julho, chega a receber turistas de todo o Brasil, com públicos de até 40 mil pessoas por noite.

(Ynaiê Botelho)