Exclusivo: Polícia Civil do Amazonas prende o autor dos disparos que matou o advogado Jakson Silva e confirma latrocínio.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

jakson_1_1A Polícia Civil do Amazonas acaba de confirmar a prisão do autor dos disparos que vitimou o advogado Jakson Souza e Silva, então presidente da subseção da OAB em Parauapebas, morto no dia 24 de janeiro, no bairro Redenção, na Zona Centro-Oeste de Manaus.

Segundo testemunhas, à época, o advogado teria sido abordado por dois homens em uma motocicleta, enquanto andava pela rua. Um deles disparou um tiro que atingiu o abdômen de Jakson, que chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.

Com exclusividade para o Blog, a Polícia Civil de Manaus informou que os responsáveis  pela morte do advogado são Mauro César Machado Albano, vulgo Frexeca e Wellington da Silva Correia, vulgo Bou. Os dois elementos foram presos por força de mandado de prisão preventiva.expedido pela justiça do Amazonas. Foi confirmado que o advogado Jakson foi mesmo vítima de latrocínio, que é homicídio com objetivo de roubo.

Em abril a Polícia Civil do Amazonas informou que havia descartado a suspeita de que o assassinato do advogado Jakson Souza e Silva tivesse sido um crime encomendado. Naquele momento, o delegado titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Ivo Martins, disse que as informações e materiais coletados até aquele momento indicavam um crime ocasional, e que a primeira fase das investigações havia sido concluída, no entanto, novas diligências ainda seriam realizadas, mas com uma nova linha de investigação,  apurando se Jakson Silva foi vítima de latrocínio, fato que agora se confirma com a prisão do autor dos disparos.