Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Redenção

Músico que adotou o sul do Pará morre aos 61 anos de idade

Lial enfrentou em 2016 um câncer na próstata e fez tratamento na capital paraense.

Morreu aos 61 anos de idade o cantor e compositor Lial Oliveira Bentes. Ele estava em sua residência, em Abaetetuba, quando passou mal, por volta das 23h, da última segunda-feira (6). Bentes foi removido para uma unidade de saúde, porém sofreu uma parada cardíaca e não resistiu, vindo a óbito. Lial foi diagnosticado em 2016 com um nódulo na próstata e fez tratamento em Belém.

Bentes morou por 16 anos em Redenção, onde executou trabalhos, na música e foi secretario de Cultura no governo do Wanderley Coimbra, falecido em 2014, Lial foi considerado um ícone da musica popular da região sul do Pará. Porém, devido os problemas de saúde, ele teve de deixar Redenção e voltar para o seio de da família, em Abaetetuba.

Lial Oliveira Bentes era casado e deixou três filhos. Ele nasceu em Tucuruí depois foi para Abaetetuba e, posteriormente, veio para o sul do Pará, em busca de mostrar seu trabalho artístico. Nas ruas de Redenção pessoas que acompanhavam o seu trabalho na música e na TV lamentaram pela morte dele.

“Eu gostava muito Lial, amava suas canções, fique muito triste com sua partida, Deus vai colocar ele em um bom lugar”, disse a feirante Cristina Araújo.

“Sempre acompanhei o trabalho de Bentes na TV. no programa ‘Arquivo da Saudade’ ele procurava os cantores da época e contava suas histórias. Vai deixar saudade. Descanse em paz, amigo”, declarou o empresário André Oliveira.

Deixe uma resposta