Motoristas profissionais de caminhões pesados deverão fazer teste de sono para obter carteira de habilitação

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Motoristas que quiserem tirar ou renovar Carteira Nacional de Habilitação (CNH) nas categorias C (caminhões), D (ônibus) e E (carretas), terão de passar por avaliação médica para verificar se sofrem de distúrbios do sono. A resolução que torna obrigatório o exame foi publicada ontem pelo Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN) e já está em vigor. A avaliação é feita junto com os demais testes clínicos, pelo mesmo médico, não acarretando custo adicional, informa o Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN).

Segundo o departamento, a resolução foi criada por recomendação de uma câmara interna do CONTRAN, que consultou diversas instituições públicas e privadas a respeito das doenças do sono, baseando-se também em estudos sobre o problema.

Especificamente, os médicos avaliarão se os motoristas sofrem da Síndrome de Apnéia Obstrutiva do Sono (SAOS), que causa sonolência durante o dia. Após o exame clínico, caso haja sinais de que o motorista sofre do distúrbio, ele terá de fazer outro exame – a polissonografia, feita por meio de sensores colados à pele com adesivos, durante o sono – para investigar mais profundamente o problema. Constatada a doença, a carteira não poderá ser renovada até que a deficiência seja sanada com tratamento adequado. De acordo com o Denatran, é possível fazer a polissonografia pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Fonte: Agência Estado

Publicidade

Posts relacionados