“Minha Casa, Minha Vida” chega ao campo

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

DSC_3240A versão rural do Programa Minha Casa Minha Vida chegou ao sul e sudeste paraense. A notícia foi confirmada em reunião realizada ontem no auditório do Incra, em Marabá, com representantes da Caixa, Banco do Brasil, Incra e movimentos sociais rurais, cujo objetivo era tornar conhecidos os meios para acessar os benefícios do Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR).

A partir dele, os trabalhadores rurais assentados pelo Incra poderão construir suas unidades habitacionais com subsídio de 96%. Ou seja, o assentado pagará apenas 4% do valor da casa, divididos em 4 parcelas anuais. As casas terão valor de R$30.500, sendo um pouco superior ao valor das demais regiões do país, em função das dificuldades da Região Norte.

O recém empossado superintendente regional do Incra, Eudério Coelho, disse que a meta para este ano é construir 1.600 casas nos projetos de assentamento da região. O Incra indicará a relação de beneficiários e de assentamentos prioritários, enquanto a Caixa atuará como agente financeiro e trabalhará em parceria com os movimentos sociais e associações de trabalhadores rurais.

O programa permite ainda a reforma da casa, com valor diferenciado.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social da SR 27 do Incra

Publicidade