Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Redenção

Justiça manda exumar corpo de homem sepultado como indigente

O juiz atendeu a pedido do delegado Luciano Castro, que tenta descobrir se a pessoa foi assassinada ou vítima de morte natural

Na tarde da última quinta-feira (5), policiais civis, acompanhados de três papiloscopistas, um médico do IML (Instituto Médico Legal) de Marabá e dois auxiliares de necropsia, realizaram exumação de um corpo que teria sido enterrado como indigente no cemitério Park da Paz. O sepultamento ocorreu no início de maio deste ano, a exumação só foi possível após o deferimento, pelo Judiciário, de pedido foi protocolado pela Polícia Civil de Redenção.

Segundo o delegado Luciano Castro, o corpo foi encontrado nas proximidades do cemitério Park da Paz e, naquela ocasião devido ao estado de decomposição, enterrado como indigente. “O corpo foi encontrado em estado de putrefação e não foi possível averiguar naquele momento o que de fato levou a morte daquele cidadão. Então a Polícia Civil solicitou a autorização judicial para que fosse feito o procedimento de exumação”, explicou o delegado.

O objetivo da exumação, segundo o delegado, é tentar identificação da vítima. Ele acredita que, coletando material, será possível, por meio de laudos, descobrir a principal causa da morte, se homicídio ou natural. Ainda segundo Luciano Castro, dez pessoas trabalharam na operação, que durou cerca de uma hora. Logo após a coleta, os restos mortais foram sepultados novamente.

Deixe uma resposta