Ingressos para a Copa de 2014, no Brasil, serão cotados em real

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O Ministro dos esportes, Orlando Silva, anunciou hoje (5) que os ingressos para a Copa do Mundo de 2014, que será realizada no Brasil, serão cotados em real no mundo inteiro. Segundo o Ministro, quem comprar ingressos para os jogos da Copa 2014 fará a conversão para a moeda local levando em conta o real.

O Ministro Silva disse ainda que o governo tem um compromisso com a FIFA de que a carga tributária sobre os ingressos da Copa não ultrapasse o patamar de 10%. Foi ainda garantido pelo ministro que o corte de R$1,8 bilhão no orçamento para 2010 não irá impactar na preparação do país para o mundial de 2014.

O anúncio foi feito pelo ministro em reunião onde o governo apresentou à FIFA e à CBF o projeto de Lei sobre a isenção de impostos para a entidade, seus produtos e serviços, que será enviado ao Congresso Nacional em fevereiro, após o recesso parlamentar, e que terá a vigência até 31 de dezembro de 2015.

O governo pretende enviar ainda um outro projeto, denominado “Lei Geral da Copa”, já que o projeto ora apresentado refere-se unicamente ao tributos federais. Segundo o ministro dos esportes, estados e municípios deverão decidir sobre  o assunto nas áreas de sua competência. No âmbito federal, a isenção mencionada abrangerá a FIFA, subsidiária que ela instalar no Brasil e prestadores de serviços que  visem a preparação da Copa e diretamente vinculados à entidade organizadora.

De resto, é torcer para que a seleção brasileira e a população anfitriã faça um bom papel.