GOL testa novo robô para atender passageiros nos Aeroportos

A companhia aérea vai expandir o uso de robôs, inicialmente, em três aeroportos onde opera
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Brasília – A Gol Linhas Aéreas disponibilizará aos passageiros da empresa, inicialmente no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, nos primeiros dias deste mês, um robô para atendimento dos passageiros. Quem tiver voo com a companhia nos próximos dias poderá conhecer o novo robô de telepresença que será testado até dia 9 de outubro no Aeroporto de Guarulhos. O robô na verdade é um dispositivo que se movimenta entre as áreas de check-in, totens e loja da companhia, e oferece diversas funcionalidades como esclarecimentos sobre voos, reservas aéreas e dúvidas sobre o aeroporto.

O novo sistema, que também tem compartilhamento de tela para escanear QR Code após o check-in, é um projeto que quer flexibilizar o atendimento nos aeroportos, trazendo mais segurança a todos que passam por ali. O robô tem um tablet acoplado e um software de comunicação, e será comandado em tempo real, à distância, por três pessoas com revezamento de turnos.

“Diferente da GAL, que responde a perguntas pré-programadas como num chat automático, o robô de telepresença é capaz de promover um atendimento humanizado, inovador, amigável e objetivo — e sem qualquer contato físico, somente por voz”, afirma Flavia Segura, gerente de TI e GOL Labs.

A empresa aérea ainda não apresentou o modelo fabricado pela empresa Pluginbot, mas adiantou que sua intenção é expandir esse novo serviço em outros três hubs da companhia: o aeroporto de Brasília (JK), Rio de Janeiro (Galeão) e Fortaleza. Além disso, a ideia é também que sejam oferecidos mais serviços futuramente, como pagamentos, venda de passagens aéreas, impressão de cartão de embarque e tag de malas, e apoio aos passageiros no desembarque, nos casos de danos e extravios.

O projeto, que ainda está em fase de prova de conceito, é flexibilizar o atendimento nos aeroportos, trazendo mais segurança — o robô funciona sem que seja preciso tocar na tela ou visor.

Publicidade