Gays a Dilma e Serra: lembrem do seu passado

Com a polêmica em torno do casamento entre homossexuais e do projeto de lei que criminaliza a homofobia, o movimento gay lançou ontem uma carta aberta aos candidatos José Serra …

Com a polêmica em torno do casamento entre homossexuais e do projeto de lei que criminaliza a homofobia, o movimento gay lançou ontem uma carta aberta aos candidatos José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT) pedindo que os dois candidatos “não maculem suas biografias e trajetórias” e que defendam o Estado laico. “Não neguem seu passado de luta contra o obscurantismo”, diz o documento da Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT), que reúne 237 organizações de defesa dos direitos dos homossexuais no país.

A carta lembra aos dois candidatos suas atuações junto às minorias. “Candidato Serra: o senhor, como ministro da Saúde, implantou uma política progressista de combate à epidemia do HIV/Aids e normatizou o aborto legal no SUS (…). Como prefeito e governador, o senhor criou as Coordenadorias da Diversidade Sexual, esteve na Parada LGBT de São Paulo e apoiou diversas iniciativas em favor da população LGBT”.

“Candidata Dilma”, diz em seguida o texto: “a senhora ajudou a coordenar o governo que mais fez pela população LGBT, que criou o programa Brasil sem Homofobia, e o Plano Nacional de Promoção da Cidadania e Direitos Humanos de LGBT, com diversas ações (…).

A senhora já disse, inúmeras vezes, que o aborto é uma questão de saúde pública e não uma questão de polícia

Fonte: O Globo

[ad code=1 align=center]

Deixe seu comentário