Fênix e Vôlei Fio são os campeões da II Copa Interestadual de Voleibol

A competição foi realizada em três dias no Ginásio Poliesportivo Islander Souza

Continua depois da publicidade

A Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semel), realizou de 15 a 17 de abril, a II Copa Interestadual de Voleibol, no Ginásio Poliesportivo Islander Souza, no bairro Beira Rio. No total, 10 equipes participaram em três dias de disputa da acirrada competição, sendo times das cidades de Parauapebas e Marabá, no feminino e masculino. A secretaria vem atendendo todas as modalidades esportivas.

“Mais uma vez a Semel mostrando o trabalho que está sendo realizado, através desse momento especial em questão do vôlei, mostrando pra todo mundo que o esporte na Semel, hoje, ele faz toda a diferença em questão às modalidades. Não há apenas uma modalidade, mas são todas que tem sido atendidas”, afirma Jorge Guerreio, secretário adjunto da Semel.

As finais foram realizadas na tarde deste domingo de Páscoa, 17. A disputa do terceiro lugar no feminino foi entre as equipes Arena Marabá e Mec, ambas da cidade marabaense. Melhor para as meninas do Arena Marabá que fecharam o jogo em 2 sets a 0. Logo após, foi a vez dos times masculinos entraram em quadra para o jogo do terceiro lugar. O duelo foi entre o Mec Marabá e o Alicerce de Parauapebas, com vitória do Mec, também, por 2 sets a 0.

“Foi uma competição muito esperada, pelos atletas, pela organização, pela equipe da Semel. A gente contou com alguns atletas de outros municípios, alguns atletas de outros estados, tem o Thiago de Macapá, o pessoal de Belém, de Abaetetuba. Foi um nível altíssimo da competição. Competição mesmo conforme a gente esperou”, disse Éder Verbeno, atleta do Master e um dos organizadores da competição.

A decisão do feminino ficou por conta de duas grandes equipes Fênix e Univôlei, ambos times de Parauapebas. Com a agitação das arquibancadas as meninas da Fênix foram para cima das adversárias e conseguiram colocar vantagem no placar com pontos de saques e cortadas na diagonal, fechando o placar em 2 sets a 0. Destaque da final foi a central Débora Cristina, que ajudou a sua equipe a conquistar o título.

“Foi uma conquista bem importante porque teve várias controvérsias na equipe, mas eu quero agradecer o apoio das minhas companheiras, das meninas que vieram de fora pra somar. A nossa equipe que são onze, uma não pôde jogar porque estava machucada, mas foi muito gratificante ganhar esse torneio pra mostrar que jogo é jogo, e que a minha equipe foi a melhor no torneio. Eu estou muito feliz por isso”, agradece Débora.

A disputa da final masculina foi decidida ponto a ponto entre os times do Master Independente e Vôlei Fio. Com o placar empatado, a decisão foi para o chamado Golden Set (Set de Ouro) para o desempate entre as equipes. O equilíbrio do embate foi grande, mas a equipe do Vôlei Fio começou a abrir vantagem no placar e fechou o set em 25 a 19, conquistando o título.

“Queria agradecer a oportunidade de vir jogar em Parauapebas pela primeira vez, já tinha ouvido falar muito tempo dessa competição, muito organizada, também, o nível técnico de todas as equipes. Nós passamos por momentos de turbulência no início da competição, é normal a gente não tinha entrosamento. A equipe do Vôlei Master super competente, então não seria menos do que isso e com o jogo decidido no último set com índice técnico muito alto e estou muito feliz em estar aqui em Parauapebas”, destaca Wellington Monteiro, ponteiro do Vôlei Fio, que veio de Abaetetuba e foi eleito pela comissão organizadora como o melhor jogador da competição.

Por Fábio Relvas / Fotos: Adahilton Araújo