FATOS E BOATOS 2

Continua depois da publicidade

Noite de sábado. O Templo cheio de fiéis esperando pela palavra do seu líder maior, Pastor Fenelon. Depois de comentar as escrituras do Livro da Lei, o Pastor Fenelon comenta para sua platéia que foi chamado pela diretoria regional da congregação a qual ele lidera em Paraupebas, para apresentar seus conhecimentos em Belém e resolver uma situação da Congregação naquela cidade. Estaria ausente por alguns dias.

Isso bastou para que os fofoqueiros de plantão depositassem na conta corrente do pastor a significante quantia de R$3.000,000,00 ( treis milhões de reais ). A alegação do crédito seria que o mesmo teria se vendido para o PT de Darci e abandonado o projeto político da Coligação “Aliança para o bem de Parauapebas” que ele ajudou a formar.

Boato puro.

Pastor Fenelon, como membro da diretoria regional da Igreja foi convocado para mais uma missão, não titubiou em aceitá-la, e em assim sendo, teve que se deslocar do município por alguns dias, fato que foi usado por seus inimigos políticos para denegrir a imagem de líder religioso de uma congregação com mais de quinze mil adeptos.

Para infelicidade de alguns, o Pastor já está de volta ao município para reassumir as suas funções, e pasmem, com a sua conta corrente sem alterações.

Mais um boato que teve tempo adstrito.

Uma grande mentira tem pernas curtas. Uma pequena verdade sempre prevalece. O Pastor está de volta e sua congregação unida como sempre foi !