Defesa Civil de Parauapebas é reconhecida como a melhor do estado

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Durante a realização do “I Fórum Amazônico de Defesa Civil”, ocorrido nos dias 26 e 27 de novembro, em Belém, o município de Parauapebas foi reconhecido como melhor prestador de serviço na área de defesa civil no Estado do Pará. O fórum foi realizado dentro do “I Congresso das Cidades Amazônicas” e do “I Congresso Paraense de Municípios – em busca da sustentabilidade”, no Hangar, no período de 24 a 27 de novembro.

Por esse reconhecimento, a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil de Parauapebas foi agraciada com o diploma e medalha “Mérito Defesa Civil”, concedidos pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil do Corpo de Bombeiros Militar do Pará.

Os prêmios foram recebidos em Belém pelo prefeito Darci José Lermen e pelo coordenador municipal de Defesa Civil, Deuzimar Pereira da Silva, popularmente conhecido por “Branco”.

Em Belém, o prefeito Darci Lermen participou de duas palestras no I Congresso das Cidades Amazônicas: “Segurança pública ‘em estado de alerta’” e “Desenvolvimento local e sustentabilidade dos municípios amazônicos”, respectivamente como coordenador e debatedor dos temas.

Além de Darci Lermen e Deuzimar Branco, o Fórum Amazônico contou ainda com palestras proferidas por representantes do Ministério da Integração Nacional, Ministério da Saúde, Secretaria Nacional de Defesa Civil, Corpo de Bombeiros do Pará, Defesa Civil da Sudam, Governo do Estado do Pará, Centro Regional de Belém do Cesipan, Universidade Federal do Pará, Prefeitura de Santarém, entre outros órgãos, além de representantes da Defesa Civil dos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso e Roraima.

Na apresentação do painel “Experiência municipal em defesa civil – o caso de Parauapebas”, Deuzimar Branco destacou as políticas públicas executadas pela prefeitura junto à Coordenadoria Municipal de Defesa Civil.

O coordenador falou do trabalho de acolhimento e apoio junto às famílias que residem em áreas baixas da cidade e todos os anos são despejadas de seus lares por causas da enchente do rio Parauapebas e do igarapé Ilha do Coco.

Durante a exposição, Branco informou que as famílias vítimas de enchente são acolhidas e transportadas para instalações decentes pela prefeitura, onde recebem boa alimentação, agasalhos, medicamentos e orientação higiênica sobre os cuidados que devem ter no período das chuvas.

Palestras como “A política nacional de defesa civil” (Ivone Maria Valente, secretária nacional de Defesa Civil), “Política pública e defesa civil na Amazônia” (Pedro Calmon Pepeu Garcia, superintendente da Sudam em exercício), “O Governo do Pará nas fases de gerenciamento de desastres” (André Luís Assunção de Farias, secretário estadual de Integração Regional) e “Emergência de saúde pública: eventos ambientais” (Wender Antônio de Oliveira, do Ministério da Saúde) também foram destaques no fórum.

No final do evento, as coordenações estaduais e municipais de defesa civil, municípios, instituições públicas e sociedade discutiram e elaboraram a Carta de Belém do I Fórum Amazônico de Defesa Civil.

Fonte: Waldyr Silva

Publicidade