Dando exemplo

Um leitor, de pseudônimo X3, envia foto de uma viatura do Departamento Municipal de Trânsito e Transporte – DMTT – estacionado em cima da calçada da Rua B, na Cidade …

DMTTUm leitor, de pseudônimo X3, envia foto de uma viatura do Departamento Municipal de Trânsito e Transporte – DMTT – estacionado em cima da calçada da Rua B, na Cidade Nova, em Parauapebas.

Segundo X3, “por volta das 11:30 horas do dia 28/02/2013, o agente do DMTT estacionou o veículo a serviço do Município em cima de uma calçada, em frente a um portão de uma garagem para multar os veículos que estavam parados em cima da calçada próximo a uma escola. Vale ressaltar que em frente a escola existe uma placa onde é proibido estacionar veículos em horários de entrada e saída dos estudantes para facilitar o tráfego no local, porém, o DMTT não fez nenhuma campanha educativa para que os pais de alunos respeitassem tal placa e simplesmente multa os veículos que também estão errados, tão quanto o veículo do DMTT”.

Ainda segundo o leitor, quando questionado do motivo da irregularidade,  o agente de trânsito limitou-se a responder que a Escola deveria mudar de lugar. “Seria muito fácil se todos os estabelecimentos que necessitam e têm um fluxo de clientes grandes mudassem de lugar e congestionassem outro lugar”.

19 comentários em “Dando exemplo

  1. Leonardo Responder

    O Fox disse tudo aí. Temos que fiscalizar Eles? Temos… Mais se formos fazer alguma critica, antes devemos ser conhecedor da lei.

  2. Sargento Biraci Responder

    Os órgãos de segurança é como criança, perto atrapalha e longe faz falta.
    Falar de nós é fácil difícil é ser nós.

  3. Fox Responder

    Caro X3,
    Assim diz o Art. 29, Inciso VII do CTB- Código de Trânsito Brasileiro: Os veículos destinados a socorro de incêndio e salvamento, os de polícia, os de fiscalização e operação de trânsito e as ambulâncias, além de prioridade no trânsito, gozam de livre circulação,estacionamento e parada,quando em serviço de urgência e devidamente identificados por dispositivos regulamentares de alarme sonoro e iluminação vermelha intermitente (…).
    Como bem disse o leitor Robson, estes veículos supracitados gozam desta livre circulação, e tenha certeza,leitores, querendo vocês ou não,os agentes de trânsito estavam ali desempenhado a função que lhe é pertinente, e acredito que nenhum agente de trânsito em sã consciência pararia desta forma para conversar, lanchar, observar algo, etc.. Mas a sociedade como um todo tem o dever de fiscalizar todas as ações dos servidores públicos, não só quando se sente prejudicado com as fsicalizações, mas, e não menos importante, porque pagam seus salários. Muito boa a sua crítica, X3, mas,no momento,é inoportuna.

    • Jorge Clésio Responder

      Já pensou se os Cidadãos respeitassem as Leis assim como eles respeitam as que amparam eles? Seria uma Cidade, Um estado um país tão bom.

  4. Oziel Responder

    Gente, no ano passado estive em uma cidade nos Estados Unidos no Arizona onde todo estabelecimento tem estacionamentos as casas tem suas garagens, não se ver um carro estacionado nas ruas, se formos analisar tem como adotar aqui no brasil, nos novos loteamentos, tem como começar criar lotes com ampla área para o comercio. um detalhe la tem muito carro mas vc não ver engarrafamento. ou seja não é difícil adotar aqui.

  5. Anônimo Responder

    Amigo paga cinquentão por mês que eles deixam você parar onde quiser para pegar seu filho.
    Já viu o estado das vans que roda na cidade? Já passou na Pa160 e viu os caminhões derramando de areia e pedra na estrada sem nenhuma cobertura e já reparou que sempre tem polícia fazendo blites, a única explicação é a mesada.

    • João Responder

      Cara, meus filhos (menores de 7 anos) estudam lá. Sabe como faço?
      Se não tem vagas, dou uma duas voltas no quarteirão e acho uma. Simples.

  6. dedo duro Responder

    Isso que e o exemplo que nos recebemos, por isso que a cidade esta um caus no transito, e ate os agentes de transito estão sendo Irresponsáveis quanto os condutores… e Valmir o senhor bem que podia tomar umas providencias educativas para eles né!

  7. Anonimous Responder

    Campanha educativa? Espera um pouco, está certo que o agente de transito errou ao colocar o veículo sobre a calçada, mas dizer que os pais dos alunos daquela escola não sabem de regras de transito etc e tal é brincadeira…

  8. Robson Responder

    Caro amigo Zé

    Realmente, quando as coisas se fazem da maneira errada, ou da maneira que as pessoas pensam ser, a crítica deve sim assumir o seu papel… em algumas situações as viaturas gozam de livre circulação, estacionamento e parada (bombeiros, policia e departamento de transito) quando em serviço. Não estou só justificando, mas tenho certeza que os agentes não estavam aí, lanchando… pelo contrario, trabalhando… talvez até multando o carro do fotógrafo.

    • Nome (obrigatório) Responder

      E o sr. já viu a largura da rua? Reparou que o carro está emparelhado com os que, teoricamente estão interrompendo o trânsito?
      São por atitudes como essa que, infelizmente, ocorrem casos como o do cobrador assassinado por R$ 7,00. A população já está ficando de saco cheio de corrupção, arrogância e prepotência. Esses animais que nos multam, taxando-nos também de animais, NUNCA, se apresentam nas greves que ocorrem na portaria da VALE. O trãnsito fica um caos, mas trabalhar, que é a obrigação deles, necas de catibiriba.

  9. Anilton Silva Responder

    Isso é verdade mesmo? kkkkk
    Nossa! é cômico mas não dúvida da veracidade do fato.

    “A Palavra convence o exemplo arrasta”

  10. anonimo Responder

    desses atos como o do DMTT, é o menos que se pode apreciar na cidade, tem coisas piores, a a razao deles, vai discutir, pra ver o que acontece.

Deixe seu comentário