CRIANÇA MORRE NO HMP POR FALTA DE UTI

Continua depois da publicidade

Na terça-feira (23) uma criança de apenas cinco meses faleceu no Hospital Municipal de Parauapebas.

Motivo: Falta de UTI. Os pais da criança solicitaram à direção do HMP a remoção para um outro Hospital. O pedido foi negado alegando-se que em Marabá não havia vagas. Segundo o pai foi necessário acionar o Ministério Público para que o HMP liberasse a criança. Não houve tempo. As 22 horas do dia 23 a criança faleceu. Será mais uma na estatística.

Enquanto rios de dinheiro são distibuídos para os "chegados" do prefeito. Enquanto se investe fortunas para iluminar as ruas no Natal, enquanto se trata o município como se fosse a casa de Mãe Joana, crianças morrem por falta de uma UTI neo-natal. UTI dada como certa nos palanques do Prefeito Darci Lermen durante a campanha eleitoral 2008.

A morte é uma coisa natural, todos morreremos. Alguns poderão dizer que o blogger está sendo sensacionalista, que a toda hora morre uma criança em Parauapebas.

O problema é a mentira. Darci disse durante a campanha que havia inaugurado a ala materno-infantil do Hospital Municipal de Paruapebas e isso não é verdade. Ou melhor, ela não tem condições de uso. Se diferente fosse a criança não teria morrido sem o devido socorro. Essa morte ainda dará muito o que falar. Vai à justiça para se apurar a culpa.