CARTÓRIO

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O diretoria do Cartório Alberto Santis, atendendo a solicitação judicial, repassou na última quinta-feira a documentação necessária para que o novo titular do Cartório de Notas faça cumprir a sua função. Acontece que depois de anos de concurso, o titular recebeu o cartório e nem mesmo uma mesa havia providenciado para atender a população do município de Parauapebas. O cartório não funcionou ontem e pelo visto não funcionará hoje pois o novo escrivão, Emílio Gallo, não havia providenciado os selos, necessários para cumprir o que manda a Lei.

Acontece que na maioria das vezes os concursados são profissionais dos concursos. Passam a vida prestando concursos públicos e esperando nomeação. Depois de nomeados, tercerizam para os que lá já estavam lotados. No caso do Cartório, a proposta feita pelo novo titular não foi aceita pela antiga diretoria do Cartório Alberto Santis. Assim sendo o novo titular terá que providenciar todo o material para o bom funcionamento daquela repartição.

Vale lembrar que alem do prédio onde funcionava o Cartório, os móveis, computadores, impressoras, telefones e demais bens físicos são de propriedade de D. Elvina Santis. Coube a ela entregar o que era propriedade do Tribunal e que a tinha como responsável ( fichas, controle de protestos, registros e etc…). Sequer o programa com as fichas cadastradas foi entregue pois, segundo D. Elvina, foi adquirido com recursos próprios e a digitalização dos documentos foi um custo dela, hoje existem cerca de 60 mil fichas de assinaturas e caso se solicite esse serviço o funcionário terá que buscar ficha a ficha até encontrar a solicitada para assim reconhecê-la.

Aos que vão precisar usar dos serviços do cartório, boa sorte e paciência.

Deixe seu comentário

Posts relacionados