Canaã registra queda de quase 39% na média de mortes por Covid-19 em agosto

Dados divulgados pela prefeitura apontam que a vacinação foi determinante para redução de óbitos e novos casos no município.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A média de mortes por Covid-19 entre moradores de Canaã dos Carajás caiu 38,97% em agosto de 2021, segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). A queda foi mais acentuada no número de novos casos, com redução de 53%.

Para a SMS, a redução expressiva no registro de óbitos e da transmissão do vírus é resultado do avanço da vacinação, principalmente com aplicação das duas doses, quando exigidas. O município que iniciou a vacinação em janeiro deste ano, inicialmente para profissionais de saúde, idosos e indígenas, agora vacina a população mais jovem, acima de 12 anos de idade. No total, 32.119 pessoas já receberam pelo menos uma dose da vacina.

Balanço

Os quatro primeiros meses do ano foram o pico da doença em Canaã. Segundo a prefeitura, o mês de março registrou 1047 novos casos da doença. Em agosto, esse número caiu para 165 novos casos. A média de novas infecções nos últimos 3 meses caiu 53% em relação a março, abril e maio. No mesmo período, a média de óbitos por Covid-19 caiu 38,97%.

Outro dado importante, divulgado pela Secretaria de Saúde, revelou que 98% dos óbitos de moradores de Canaã são de não vacinados ou que tomaram apenas uma dose do imunizante. Das 124 mortes registradas em Canaã, 112 pessoas não haviam tomado a vacina e apenas 10 aplicado a primeira dose.

É preciso imunizar

A SMS ressalta a importância do público seguir o calendário vacinal contra a Covid-19. Segundo a secretaria, apenas 3.956 pessoas garantiram uma completa imunização ao tomar as duas doses da vacina e 516 pessoas receberam a vacina da Jansen, de dose única.

Última Chamada

A Secretaria de Saúde anunciou que nesta sexta-feira (3) é a última chamada para vacinação de todos os grupos. E reforça que o uso de máscaras e a manutenção de cuidados básicos com a higiene devem continuar para garantir que toda a população esteja protegida.

Por Dayse Gomes