Adotou menina ainda bebê e a engravidou aos 12 anos de idade

Padrasto é preso pela Delegacia da Mulher na zona rural de Marabá por estupro
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A equipe da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) cumpriu nesta quinta-feira (24), em Marabá, três mandados de prisão contra Valdecy da Conceição, Wender da Silva Ribeiro e Luciano da Conceição Santos.

A ação se deu em decorrência da Operação “Hera”, coordenada pela Diretoria de Polícia do Interior, da Polícia Civil, para cumprimento de ordens judiciais de busca e apreensão e mandados de prisão preventiva ou temporária no interior do Estado do Pará.

Em Marabá, além das prisões foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão domiciliares. Valdecy da Conceição e Wender da Silva Ribeiro são acusados de tentativa de homicídio. Na casa do segundo a Polícia Civil encontrou, escondida no telhado, a faca utilizada no crime pelo qual é investigado, conforme ele informou aos policiais.

Já Luciano da Conceição Santos é acusado de ter estuprado a própria enteada. Ele chegou a ser detido há alguns dias após a Polícia Militar receber a denúncia de que o trabalhador rural havia engravidado a menina, de apenas 12 anos. O caso aconteceu na Fazenda São Francisco, distante cerca de 30 km da Vila Santa Fé, na Estrada do Rio Preto.

Desde bebê, a garota teria sido criada pela família do acusado. Segundo informações, Luciano Santos adotou a criança desde os 17 dias de nascida. “Ele é um monstro. Só não era pai biológico dela”, afirmaram algumas pessoas conhecidas do acusado.

Todas as medidas cautelares foram deferidas pelo Juízo da 3ª Vara Criminal de Marabá.

Publicidade