Category Archives: Canaã dos Carajás

Julho/16: na região norte, o Pará foi o estado que fechou mais postos de trabalho

O emprego formal voltou a apresentar fechamento de postos de trabalho no Pará, no mês de julho de 2016. De janeiro a julho deste ano, o Estado perdeu mais de 18 mil postos de emprego formais. Os setores da construção civil, comércio e serviço foram os mais afetados. Os dados são de pesquisa divulgada nesta quinta-feira (25) pelo Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos do Pará (Dieese-PA).

No mês de julho foram feitas 21.219 admissões contra 22.750 desligamentos, gerando um saldo negativo de 1.531 postos de trabalhos, uma queda de 0,20% em relação ao mês de anterior. No mesmo período do ano passado, o Pará apresentou saldo positivo 2.364 postos de empregos.

Os setores econômicos que apresentaram as maiores perdas de empregos formais foram a Construção Civil com queda de 0,81%, seguido do setor comércio com decréscimo de 0,28% e o setor indústria de transformação que caiu 0,23%. O destaque positivo é do setor serviço de indústria de utilidade pública com crescimento de 1,08%, o setor da agropecuária com 0,42% e o setor extrativo mineral que cresceu 0,11%.

Na região norte desde janeiro, o Pará foi o estado que apresentou a maior queda na geração de empregos. Em seguida, o estado do Amazonas com saldo negativo de 672 postos de trabalhos e do Tocantins com menos 654 postos de trabalhos.

Na região do Carajás, Parauapebas se destacou em julho com a criação de 150 novas vagas de emprego enquanto Curionópolis criou três vagas. Já Marabá e Canaã dos Carajás foram os destaques negativos, o primeiro município teve 157 postos de emprego fechados e o segundo liderou o ranking negativo com 1.072 trabalhadores demitidos.

Gestores e professores de Canaã dos Carajás e Parauapebas são capacitados pelo IEE

IEEEsportes de Aventuras e Lutas no ambiente escolar foram os principais temas do quarto módulo do ano do projeto Formação Continuada de Professores da Rede Pública, em Canaã dos Carajás, nos dias 10, 11 e 12 de agosto. O projeto é realizado pelo Instituto Esporte & Educação (IEE) e, no município, conta com o patrocínio da Vale, por meio da Lei de Incentivo ao Esporte do Ministério do Esporte/Governo Federal e parceria da Fundação Vale. O IEE foi criado e é presidido pela medalhista olímpica Ana Moser.

Estiveram presentes 42 profissionais de Canaã e Parauapebas, que experimentaram diferentes práticas de esporte educacional, trocando experiências e compartilhando diferentes formas de aplicação e intervenções qualificadas.

Para a professora Simone Moraes, de Parauapebas, a formação abriu um leque de opções, mostrando novas formas de pensar os conteúdos propostos. “As trocas com a turma e a forma das diversas divisões dos grupos proporcionaram um aumento de experiências. As atividades colocadas na prática, em quadra, me fizeram perceber e sentir mais próxima da realidade dos meus alunos”, contou.

Vale destacar que no segundo dia de formação, os temas planejamento e registro das sequências didáticas foram trabalhados. “Queremos que eles aprimorem a escrita e a forma de comunicar o fazer pedagógico. É um grupo extremamente participativo e envolvido nas discussões, enriquecendo a formação e deixando o encontro ainda mais produtivo e prazeroso”, comentou a subcoordenadora pedagógica do IEE Cibelle Borges.

Além da capacitação para professores, ainda fazendo parte do projeto Formação Continuada, foi realizado o quarto encontro com gestores escolares dos municípios, com uma avaliação dos avanços e desafios. “Já percebemos os gestores escolares com um olhar mais ampliado e aprimorado ao pensar na prática pedagógica das aulas de Educação Física. Sempre nos falam que os encontros têm qualificado a formação profissional, a quebra de paradigma ao repensar o que é a Educação Física e a importância de fazer atividade física como o autocuidado”, relatou Cibelle Borges.

Também foi realizada a Formação de Tutores para atuar no Projeto de Liderança Juvenil. O encontro contemplou dez professores que trabalham com adolescentes em suas escolas, onde depois de capacitados, irão desenvolver ações de protagonismo juvenil no universo escolar.

Formação Continuada de Professores da Rede Pública – O projeto está no seu quarto ano e tem a missão de formar professores e gestores na metodologia do esporte educacional, com o objetivo de qualificar e ampliar o acesso de crianças e jovens ao esporte dentro e fora da escola. Neste ano, o projeto atua em 19 cidades de sete estados (Pará, São Paulo, Bahia, Pernambuco, Paraná, Minas Gerais, e Mato Grosso do Sul e Pará), com o objetivo de capacitar 800 professores e gestores da rede pública para a implantação e qualificação de programas voltados para a prática da educação física e do esporte nas cidades. Cada município terá cinco etapas de capacitação, totalizando 80 horas de formação presencial e 20 horas de acompanhamento à distância.

Sobre o Instituto Esporte & Educação – O Instituto Esporte & Educação (IEE) foi criado em 2001, já atendeu 3,1 milhões de crianças e jovens em todo o Brasil e contribuiu para a formação de mais de 30 mil professores.

Dentre os Parceiros do IEE estão Mondelez Brasil, Fundação Mondelez International, Rede, Itaú, Instituto Votorantim, Banco Votorantim, Petrobras, NIKE, Instituto Península, Nestlé, Novelis, EDP/Instituto EDP, CIELO, Vale, Monsanto, Abbott, Estácio, Yamana, Roche, BTG Pactual, Deutsche Bank, Ticket, Correcta, Trench Rossi e Watanabe Advogados, Desenvolve SP, Chevron, Vedacit, Merial, Eaton, Netshoes, Fabrica de Cidadania/Ache.

Vale emite nota sobre tentativa de invasão à Fazenda São Luiz, em Canaã dos Carajás

TentativadeInvasão-10.08.2016_1A Vale encaminhou nota informando que na noite de ontem, 10/8, ocorreu uma tentativa de invasão na Fazenda São Luiz, imóvel de sua propriedade, no município de Canaã dos Carajás.

Segundo a nota, aproximadamente 50 pessoas participaram da ação, arrombando os cadeados dos portões de acesso e em seguida atiraram contra a equipe de vigilância da empresa, que impediu a invasão. Ninguém foi atingido.

A Polícia Militar foi acionada e esteve no local. A empresa registrou Boletim de Ocorrência para apuração dos crimes praticados pelos invasores e seus possíveis financiadores.

A Vale informa ainda que obteve decisões judiciais, as quais impedem a invasão de seus imóveis, inclusive da Fazenda São Luiz, que tem área incluída em Unidade de Conservação Ambiental a ser criada, por sua importância ecológica.

A empresa ressalta também que, por força de lei, os imóveis vinculados à mineração ou para compensação ambiental, não podem ser destinados para política de reforma agrária.

 

Canaã dos Carajás foi o município que mais gerou emprego com carteira assinada no Brasil nos últimos dois anos

Canaã dos CarajásDados do Ministério do Trabalho no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) apontam que alguns municípios nadam contra a maré da baixa geração de emprego no país. De 2014 até junho de 2016, Canaã dos Carajás, no Pará, desponta como a cidade que mais abriu vagas com carteira assinada – o saldo de contratações foi de 5,1 mil.

Ponto fora da curva em relação às demais, o resultado da cidade de apenas 33,6 mil habitantes se deu principalmente pelo desempenho no setor de construção civil, responsável por 82% das vagas formais criadas no período.

Um projeto bilionário da Vale, considerado o maior empreendimento da história da mineradora, também responde pelo saldo positivo. A operação do S11D, que implantará um complexo minerário em Canaã dos Carajás, alcançou a marca de 12,6 mil empregados trabalhando no pico das obras, em 2015. Na fase atual, o projeto está gerando 2 mil empregos permanentes.

Desde 2014, quando a economia brasileira esfriou e o país passou a trilhar um caminho de desempenho fraco, mais de 1,5 milhão de pessoas perderam seus empregos.(Exame)

Comarca de Canaã dos Carajás vai iniciar programa de apadrinhamento de crianças e adolescentes

mapaO Fórum de Canaã dos Carajás vai começar a desenvolver no município o programa “Conta Comigo”, que visa o apadrinhamento afetivo de crianças e adolescentes acolhidos por instituições, e é idealizado pelo Tribunal de Justiça do Pará. Os interessados em conhecer a iniciativa podem participar de uma palestra de apresentação, que será realizada na próxima terça -feira (9), na sede do Fórum, às 10h, onde também serão realizadas as inscrições dos futuros padrinhos.

Depois de inscritos, os candidatos passarão por um processo de “Capacitação”, que contará com oficinas de formação, visitas às instituições para conhecer o perfil das crianças a serem apadrinhadas e estágio de convivência com acompanhamento. A celebração do apadrinhamento deve ser realizada apenas em dezembro, com a conclusão do processo. Ainda assim, os padrinhos continuarão sendo acompanhados pela equipe da Vara da Infância e da Juventude do Fórum e do abrigo em que se encontra a criança ou adolescente apadrinhados.

Conta Comigo

O Programa Conta Comigo visa dar oportunidade de convívio familiar e com a comunidade a crianças que estão acolhidas em instituições. Podem ser apadrinhadas crianças e adolescentes na faixa etária de sete a 18 anos, com poucas chances de adoção e reinserção familiar.

Já os pré-requisitos para apadrinhar são: participar das capacitações e acompanhamento, ter mais de 18 anos, guardar diferença de pelo menos 16 anos com o afilhado, ter disponibilidade de tempo, não estar inscrito no Cadastro Nacional de Adoção e não possuir pendência judicial envolvendo criança e adolescente.

Também é possível colaborar fazendo uma doação, custeando material escolar, financiando curso, prática esportiva, ou prestando serviço. Mais informações podem ser obtidas no www.tjpa.jus.br/contacomigo.

Violência: IML de Parauapebas registrou um exame por estupro a cada três dias no primeiro semestre de 2016

NãoO Núcleo Avançado de Parauapebas do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves divulgou  o balanço do primeiro semestre de 2016 dos exames sexológicos e de lesões corporais realizadas pela unidade referente aos municípios de Parauapebas, Canaã dos Carajás, Curionópolis e Eldorado dos Carajás.

Segundo a administradora do Núcleo Avançado de Parauapebas do CPCRC, Leila Maria de Almeida Costa, de janeiro a junho de 2016 foram realizados um total de 705 exames, sendo 85 sexológicos e 620 de lesão corporal pela unidade. Parauapebas tem o maior número de casos registrados. No município foram registrados nada menos que 608 exames de lesão corporal e 55 sexológicos. Em seguida temos  Canaã dos Carajás, com 02 casos de lesão corporal e 17 sexológicos; Oriundos de Curionópolis foram feitos 4 exames de lesão corporal e 07 sexológicos. Já de Eldorado dos Carajás foram feitos 12 exames, seis de lesão corporal e 6 sexológicos.

O alto índice de Parauapebas aponta para a violência constante que o município passa. O balanço do CPCRC aponta uma média de 3,4 exames de lesão corporal por dia no Município. No que pese aos exames sexológicos, onde presume-se o estupro, Parauapebas tem em média um caso registrado a cada três dias.

Na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM), segundo a delegada Ana Carolina Carneiro de Abreu, foram instaurados 135 inquéritos policiais no primeiro semestre de 2016:

  • 23 por suposto estupro de vulnerável, que é quando a vítima é menor de 14 anos; é deficiente mental; ou não tem o necessário discernimento para a prática do ato;
  • 05 por maus-tratos, quando alguém submete a vítima, sob sua dependência ou guarda, a castigos imoderados, trabalhos excessivos e/ou privação de alimentos e cuidados, pondo-lhe, assim, em risco a vida ou a saúde;
  • 03 estupros de mulheres maiores de 14 anos;
  • 99 casos diversos originários da Lei Maria da Penha (lesão corporal e ameaças)

Questionada sobre a diferença entre o número de inquéritos instaurados pela DEAM e o número de exames sexológicos feitos pelo CPCRC , a titular da DEAM informou que nem sempre as denúncias de estupro ficam caracterizadas via interrogatório. Todavia, para resguardar o trabalho da Polícia e certificar da veracidade da negativa da vítima em relação ao abuso é necessário que a suposta vítima se submeta ao exame. A delegada Ana Carolina informou ainda que é muito alto o índice de denúncias de estupro no município motivadas por ciúmes de ex-esposas ou ex-namoradas, ou até mesmo por rixas entre vizinhos, e que nem sempre o inquérito é instaurado. A delegada disse que todos as denúncias de supostos estupros, encaminhadas pelo Conselho Tutelar de Parauapebas ou anônimas, são verificadas pela DEAM e que mesmo que as crianças neguem o suposto ato libidinoso, elas são encaminhadas ao CPCPR para o exame, o que gera essa diferença entre os dois balanços.

Em Canaã dos Carajás, assentados recebem benfeitorias acordadas com mineradora Vale

DSC_6807Famílias de trabalhadores rurais assentados pelo Incra receberam, na última quinta-feira (23), uma série de benfeitorias no Projeto de Assentamento União Américo Santana, no município de Canaã dos Carajás. As obras de infraestrutura social são frutos de um acordo estabelecido entre o Incra, a mineradora Vale S/A e os assentados do referido projeto.

DSC_6820

Ocorre que estes trabalhadores são oriundos de uma área de 31 hectares, correspondente à Vila Mozartinópolis, a qual restou onerada por servidão minerária, conforme o Artigo 27 do Decreto-Lei 227/67. Ou seja, a área passou a ser objeto da mineração e as famílias foram removidas para outra área, cedida pela mineradora. A empresa então cedeu o imóvel denominado Fazenda Recreio, com o tamanho de 1.685 hectares, bem superior ao que possuíam anteriormente. Nesta área, o Incra criou, em 2014, o Projeto de Assentamento União Américo Santana e cadastrou as 50 famílias da Vila Mozartinópolis na relação de beneficiários. Desta maneira, as famílias passaram a fazer parte do Programa Nacional de Reforma Agrária, tendo direito a todos os benefícios e créditos disponíveis pelo Governo Federal, tais como Crédito Apoio, Pronaf e Assistência Técnica, Social e Ambiental.

A mineradora construiu 50 unidades habitacionais, perfurou 50 poços semi artesianos para os domicílios, fez a abertura e construção de 17 km de estradas vicinais e a implantação e distribuição da rede de energia elétrica. Procedeu ainda à reforma e ampliação do Centro Comunitário, construiu o Complexo Escolar e o Posto de Saúde da Vila Ouro Verde, vizinha ao assentamento. Tudo ocorreu sob minuciosa supervisão do Incra, por meio do seu Setor de Infraestrutura, o qual realizou vistoria das obras, produzindo relatórios e dando segurança às famílias assentadas. Todo o processo se desenvolveu em rigorosa observância da legislação pertinente, gerando um processo administrativo com 11 volumes, relativos ao processo de desafetação e outros 2 volumes relativos à criação do projeto de assentamento, perfazendo um total de 2.784 páginas.

Pesquisa encomendada pelo PMDB é questionada em Canaã dos Carajás

canaa_IDHMMuito questionada a pesquisa apresentada pelo Governo Municipal de Canaã dos Carajás, que é governada pelo peemedebista Jeová Andrade. A pesquisa, divulgada em 17/06/2016, realizada pelo IBOPE, afirma que foram ouvidas 301 pessoas com objetivo de levantar informações sobre o cenário eleitoral no município. O que mais chamou atenção é que foi lançada um dia antes do pré-lançamento da candidatura da reeleição de Jeová Andrade, o que para muitos mostra a tentativa de querer induzir na mente do eleitor que o atual prefeito Jeová já ganhou a eleição.

A pesquisa questionada mostra uma larga vantagem de Jeová Andrade (PMDB) que pontuou 67%. Marilda Natal (PPS) obteve 10% das intenções de votos e o novato na corrida ao executivo, Jean Carlos (PDT), vereador e atual presidente da Câmara Municipal, obteve  9% das intenções de votos.

A mesma pesquisa registrou apenas 8% de indecisos. Já 6% declararam que pretendem votar em branco ou anular o voto.

Em Canaã dos Carajás, o site Terra Canaã por intermédio do repórter Chibata procurou os pré-candidatos mencionados na pesquisa Marilda Natal (PPS) e Jean Carlos (PDT) para que comentassem o conteúdo da pesquisa.

Dra. Marilda esclareceu que “não acredita na pesquisa publicada, mesmo porque é clarividente que o atual prefeito Jeová, que busca a reeleição, não possui toda essa vantagem. É bem verdade que o Jeová lidera a corrida porque ele dirige a máquina administrativa de uma das prefeituras mais ricas do Estado. O Jeová nunca teve oposição. Nunca apresentou uma prestação de contas das escolas que construiu em parceria com a Vale. Nunca prestou contas do dinheiro gasto na construção da feira do produtor. Nunca apresentou nenhuma planilha dos gastos pra asfaltar algumas ruas da cidade. O comentário na cidade é só do dinheiro público que está sendo desviado pra meia dúzia de pessoas.

Ele possui todos os vereadores da Câmara Municipal do lado dele. Tem algo errado quando todos os vereadores estão ao lado do prefeito, o que denota que Canaã dos Carajás é um lugar diferente, pois nenhum vereador que é o autêntico representante do povo questionou o turno intermediário nas escolas. Mas nós estamos construindo a nossa candidatura ao lado do povo menos favorecido, porque é o povo que mais precisa de políticas públicas e acreditamos que em breve será publicada uma pesquisa verdadeira com a real intenção de votos do povo de Canaã”, disse a candidata.

O pré-candidato Jean Carlos (PDT) esclareceu que isso é prática do PMDB e do PT, que juntos fazem toda tramoia para não deixar do poder. Jean Carlos disse “não ter dúvidas que o resultado da pesquisa divulgada não reflete o resultado das ruas e  que é puro abuso do poder econômico, uma vez que eles ouvem quem quer, e registram na Justiça eleitoral simplesmente para induzir a população com o oba-oba de que já ganhou a eleição”. Jean Carlos acrescentou que “o povo de Canaã dos Carajás saberá dar a resposta na hora certa. Até o último dia de registro de candidaturas e até o dia da eleição muita coisa ainda vai acontecer”, finalizou o pré-candidato.

Com informações do site Terra Canaã, de Canaã dos Carajás

Canadense Lara Exploration recebe novas autorizações de pesquisa para projeto de cobre no Pará

A Lara Exploration obteve novas autorizações de pesquisa para o projeto de cobre Planalto, nome dado em alusão a vila que fica perto da mina de Sossego, da Vale, em Canaã dos Carajás.

Os direitos originais da Lara Exploration haviam sido revogados pelo Departamento Nacional de Pesquisas Minerais no ano passado devido a problemas com a documentação, que já foram retificados neste ano pela mineradora canadense.

A Lara agora tem três autorizações de pesquisa que cobrem uma área de 4.726 hectares (Projeto Planalto) em Canaã dos Carajás. Além disso a empresa e associados mantém, no Pará, os projetos Liberdade (São Felix do Xingu); Cobre (Curionópolis); Maravaia ouro e cobre (Curionópolis)

TJPA abre Fórum Desembargador Cláudio Augusto Montalvão das Neves, em Canaã dos Carajás

Fórum de Canaã dos CarajásO Desembargador Cláudio Augusto Montalvão das Neves, falecido em agosto de 2014, quando exercia o cargo de vice-presidente do TJPA, será homenageado nesta quarta feira, 1º de junho, durante a inauguração do fórum da Comarca de Canaã dos Carajás, que receberá o seu nome. A Comarca, que integra a 11ª Região Judiciária do Pará, tem um acervo de 5.031 processos, contabilizados até abril deste ano. Somente no primeiro quadrimestre deste ano 693 novos processos foram distribuídos.

A nova sede da comarca foi construída por meio de um convênio assinado em março de 2014, entre o Poder Judiciário, a Prefeitura Municipal de Canaã e a empresa Vale. O objetivo é ampliar a capacidade de atendimento, considerando o crescimento populacional no município, que, entre 2000 e 2012, foi de 166% em consequência dos projetos desenvolvidos pela Vale. O crescimento populacional aumentou a demanda pelos serviços da Justiça na Comarca.

Coube ao Judiciário a elaboração do projeto e acompanhamento dos trabalhos; à prefeitura a doação do terreno onde foi erguido o prédio; e à Vale, a execução da obra.

Em visitas técnicas feitas por magistrados e técnicos da Justiça, verificou-se a necessidade urgente de ampliação, considerando-se o crescimento social vertiginoso experimentado na Comarca em consequência do maior projeto de exploração de minério de ferro do mundo em fase de implantação, o S11D.

A participação da Vale no convênio, nesse caso, é uma medida compensatória pelos efeitos sociais do projeto no município.

Estrutura moderna – De acordo com informações da Secretaria de Engenharia e Arquitetura do TJPA, o novo Fórum de Canaã dos Carajás foi construído já pensando na expansão de atendimento da unidade, permitindo a ampliação para quatro varas. Neste primeiro momento a estrutura construída possibilita o pleno funcionamento de duas varas, porém, as áreas de apoio estão projetadas para atender a demanda do total de varas previstas. O novo fórum tem, aproximadamente, 1.365,17m² de área construída, inserido em um terreno de 6.000m2.

As áreas destinadas aos diversos setores laborais do edifício são bem definidas, assim como o fluxo de pessoas e de processos, contribuindo desta forma para a segurança dos jurisdicionados, servidores e magistrados. Conta com espaços reservados às instituições parceiras (Ministério Público, Defensoria Pública e Ordem dos Advogados do Brasil); estrutura judiciária composta por salas reservadas às secretarias, assessorias, gabinetes, salas de audiências, espera e arquivo; setor administrativo e de atendimento ao público, com recepção, protocolo, sala da UNAJ, secretaria administrativa, sala dos oficiais de justiça, sala de informática, som e monitoramento, vestiário de serviço, banheiros (público e de funcionários) e copa.

Conta também, no setor administrativo e de atendimento ao público, com Salão do Júri com espaço para 94 lugares (plateia), sala de reunião do Conselho de Sentença e salas de testemunhas, além de depósito de bens apreendidos com área reservada para armas; além de carceragem, com celas separadas para homens e mulheres e custódia para menores, masculina e feminina e sala de reconhecimento.

No que diz respeito à espaço comum, o hall principal funciona como direcionador de fluxos de pessoas ao atendimento, às instituições parceiras, ao Salão do Júri e às Varas judiciárias. Quanto à locação do edifício no terreno, há entrada distinta para pedestres e veículos. Os réus possuem circulação restrita dentro do edifício e juízes e testemunhas podem ter acesso diferenciado ao Salão do Júri, através de uma circulação de segurança. Por esta circulação, testemunhas também poderão ter acesso ao Fórum de forma protegida. Estes espaços são compartilhados pelas Varas e Salão do Júri de forma segura.

A Secretaria de Engenharia ressalta ainda a economicidade que se pretende com a estrutura do prédio, que dispõe de ventilação e iluminação naturais nos corredores e áreas de espera. Os ambientes laborais são refrigerados, mas também dispõem de iluminação natural. Todas as instalações estão adequadas aos portadores de necessidades especiais – PNE. Há ainda previsão estrutural para instalação futura de sistemas de som, inclusive para chamadas de audiência, alarme, sistema de intrusão e CFTV.

Fonte: Assessoria de Imprensa do TJPA