Vale anuncia prejuízo de R$ 3 bi

prejuizoA Vale (VALE5) jogou uma bomba no colo de seus acionistas nesta manhã: a companhia registrou prejuízo de R$ 3,38 bilhões no terceiro trimestre de 2014, contra lucro de R$ 3,18 bilhões no trimestre passado, refletindo principalmente o impacto não-caixa de variações cambiais e perdas monetárias em dívidas e derivativos de R$ 6,22 bilhões devido à depreciação do Real frente ao Dólar.

O resultado veio bem diferente da previsão dos analistas, que esperavam queda nos lucros, mas não prejuízo. O lucro líquido nos nove primeiros meses de 2014 somam R$ 5,71 bilhões, queda de 61,5% em comparação com o mesmo período do ano passado.

Apesar do prejuízo, a Vale apresentou um forte desempenho operacional em relação a produção de minério de ferro alcançando 85,7 Mt – o melhor desempenho da história da empresa em um trimestre – e com a produção de Carajás atingindo 32,2 Mt, um novo recorde absoluto, devido aos ramp-ups bem-sucedidos da Planta 2 e de Serra Leste.

Carajás (Parauapebas) alcançou um nível histórico de produção de 32,2 milhões de toneladas no terceiro trimestre, um aumento de 9,8% em relação ao trimestre anterior e de 7,9% na comparação com o mesmo período de 2013. O bom desempenho se deve ao início da fase de testes da Planta 2, em Carajás, e de Serra Leste, em Curionópolis. Também localizada em Carajás, a mina de manganês do Azul aumentou em 30,2% a produção em relação ao trimestre anterior, atingindo 481 mil toneladas no período.

O volume de cobre contido em concentrado produzido pela empresa no trimestre foi de 104,8 mil toneladas, superando em 29,3% o segundo trimestre deste ano e em 10,8% o terceiro trimestre do ano passado, outro marco histórico de produção. A mina do Salobo (Marabá) alcançou novo recorde para a operação, atingindo 25,9 mil toneladas com o início da fase de testes de Salobo II. Já na mina do Sossego (Canaã dos Carajás) foram produzidas 30,4 mil toneladas de cobre contido em concentrado.

Onça Puma (Ourilândia do Norte) atingiu 93% de sua capacidade nominal, produzindo 5,8 mil toneladas de níquel contido em ferroníquel, 11,3% acima do segundo trimestre.

Arrecadação Federal na 2ª Região Fiscal ultrapassa os 2 bilhões em setembro

Em setembro/2014, a arrecadação dos impostos e contribuições Federais, na 2ª Região Fiscal (AC, AM, AP, PA, RO e RR), totalizou R$ 2,371 bilhões, contra R$ 2,301 bilhões no mesmo período em 2013, registrando um crescimento nominal de 3,03% e real de -3,48%.

A taxa real negativa (- 3,48%) foi resultante do baixo crescimento nominal de set/14, ou seja, 3,03%, sendo que esse baixo incremento foi ocasionado pela queda na arrecadação dos tributos listados na tabela abaixo. O maior impacto nesse desempenho, real negativo, foi proporcionado pela COFINS, cuja retração foi de 9,78%, haja vista que era esperado uma expansão de 8,51%. Esse desempenho é reflexo da expectativa de crescimento da economia brasileira (PIB), uma vez que os economistas do mercado financeiro reduziram, na semana passada, sua estimativa para o crescimento da economia brasileira de 0,28% para 0,27% neste ano, informou o Banco Central no dia 20/10, por meio do relatório de mercado – pesquisa que ouve mais de 100 instituições financeiras.

image

A participação da 2ª RF na arrecadação Brasil foi de 2,70% no mês de setembro/14, enquanto que em setembro/13 essa participação ficou em 2,81%. Considerando o período acumulado de jan/set/14, a arrecadação regional atingiu a cifra de R$ 22,0 bilhões contra R$ 20,1 bilhões em igual período de 2013, revelando uma expansão nominal de 9,38% e real de 2,96%.
Pará
A arrecadação dos impostos e contribuições administrados pela Receita Federal , no Estado do Pará , alcançou o montante de R$ 790,1 milhões em setembro de 2014, contra R$ 719,9 milhões no mesmo período do ano passado. Isso representa um crescimento nominal  de 9,76% e real de  2,82%.
A participação do Estado na arrecadação da 2ª Região Fiscal que engloba todos os estados do norte, menos o Tocantins, foi de 33,32% em set/2014, enquanto que em set/2013 ficou em 31,28%.

Resultado da Mega-Sena 1648 – Acumulou R$7 milhões

image

Programação especial será realizada em alusão ao Outubro Rosa em Parauapebas

Outubro RosaO movimento popular internacionalmente conhecido como Outubro Rosa é comemorado em todo o mundo. O nome remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades.

Em alusão ao movimento, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) organizou uma programação especial que ocorrerá na próxima quinta-feira (30), na sede da Secretaria Municipal de Cultura (Secult), que funciona no antigo prédio da Câmara Municipal. Além de ações preventivas com relação ao câncer de mama, também serão desenvolvidas atividades relacionadas ao câncer de colo de útero e planejamento familiar.

Programação

  • 08h30: Abertura
  • 08h40: Palestra sobre câncer de mama com médico Rodolfo
  • 09h15: Início dos serviços ofertados
  • 12 horas: Encerramento

Serviços a serem realizados

  • - Câncer de colo do útero: exames de Papanicolau
  • - Câncer de mama: orientação individual relacionada ao autoexame das mamas
  • - DST: testagem rápida de sífilis e hepatite B
  • - Planejamento familiar: implantação de Implanon
  • - Promoção da autoestima e bem estar: massagens, maquiagem e corte de cabelo

Como não pensamos em separar o Nordeste do restante do país antes?

Eles (os nordestinos) não merecem nossa incultura

Por João Tomaz Sobrinho Neto ( * )

Então há a ideia de laicizar o Nordeste do restante do país! Ótimo – para eles -!

O Nordeste carregou financeiramente o Brasil por 400 anos. Foi lá que durante 400 anos a agricultura alimentou a nação brasileira, a cana-de-açúcar foi responsável pela industrialização do sudeste e sul, lá estão as primeiras faculdades do país, lá está a primeira capital, lá está o polo tecnológico, petroleiro, lá está nosso sal, lá está a riqueza “esquecida” e a nossa cultura. Vamos sim separar aquela região, porque ela não merece nossa incultura, eles são civilizados demais para pertencer ao Brasil.

Eles nos deram Ariano Suassuna, João Cabral de Melo Neto, José de Alencar, Jorge Amado, Nelson Rodrigues, Rachel de Queiroz, Gregório de Matos, Clarice Lispector, Graciliano Ramos, Ferreira Gullar, Manuel Bandeira dentre outros.

Então vamos… Retiremo-nos da história nordestina, somos incultos demais para pertence-la. No litoral desenvolvimento, no interior dificuldades – por causa da falta de investimentos -, fome, miséria. Mas não é por isso que eles perdem o sorriso do rosto, e quando podem nos dão exemplos de luta, de honestidade e de sabedoria (algo em falta, aqui no “Brasil”).

Os poucos esforços para diminuir o sofrimento desses brasileiros honrados, são primariamente atacados… Não podemos dar emprego para quem passa fome, quem está com fome dá-se comida. Emprego e educação são os passos subsequentes. É fácil bradar contra essas medidas de distribuição de renda quem está em seu apartamento de luxo, ou acha que é muito rico porque comprou um carro com parcelas a “sumir de vista”.

Pois bem povo brasileiro, sou goiano descendente de paulistas e mineiros, mas quando o Nordeste se tornar independente, quero ser um nordestino, com muito orgulho e muito amor. Quem envergonha o país é o preconceito e a corrupção – do povo, antes da do governo.

( * ) – João Tomaz Sobrinho Neto – Direito UFG – Discente do curso de Direito da Universidade Federal de Goiás. Pesquisador sobre Direitos Humanos, e Direito e Religião.

Presidente da Vale pode se tornar novo ministro da Fazenda

Murilo_Ferreira_Vale_2O diretor-presidente da Vale, Murilo Ferreira, está entre as principais pessoas cotadas para assumir o posto de ministro da Fazenda no próximo mandato. O nome do novo ministro deve ser anunciado antes da cúpula do G-20 marcada para os dias 15 e 16 de novembro, na Austrália.

A informação foi veiculada hoje no jornal O Globo. Entre os nomes cogitados estão o do atual governador da Bahia, Jaques Wagner; o do economista Nelson Barbosa, que foi secretário-executivo do ministério; e Aloizio Mercadante, atual chefe da Casa Civil, diz o jornal carioca.

Mas existe a expectativa de que a presidente Dilma escolha um nome mais alinhado com o mercado financeiro para a Fazenda. Esse rumor teria sido responsável pela alta registrada ontem na Bolsa de São Paulo.

Nessa linha, constam na lista dos cotados Rossano Maranhão, ex-presidente do Banco do Brasil e executivo do banco Safra; o presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco; e, de novo, o economista Nelson Barbosa.

De acordo com a revista Época Negócios, o Partido dos Trabalhadores prefere Barbosa. O economista saiu do governo em 2013 ao entrar em conflito com Arno Augutin, secretário do Tesouro Nacional. Barbosa é colaborador do Instituto Lula.

Em setembro, o jornal Folha de S.Paulo afirmou que o relacionamento da presidente Dilma com o empresariado é ruim e perguntou a Ferreira como melhorar essa relação em caso de reeleição.
Murilo respondeu que “não podemos continuar esse Fla-Flu político, que é estimulado por São Paulo, de onde vem os partidos que disputam a eleição, PT e PSDB. A política em São Paulo está muito rancorosa”.

Segundo o jornal paulista, Ferreira é alinhado ao governo, que tem forte influência na Vale por meio do BNDES e dos fundos de pensão estatais.

Murilo Ferreira tem 61 anos e sua carreira foi construída integralmente na Vale. Antes de ser indicado ao cargo de diretor-presidente, em substituição a Roger Agnelli, foi diretor-executivo de várias áreas da mineradora, incluindo Alumínio, Holdings, Desenvolvimento de Negócios, Energia, Níquel e Metais Básicos, de 2005 a 2008. Em 2007 e 2008 foi diretor-presidente da Vale Canadá e presidente do Conselho de Administração da Alunorte, de 2005 a 2008; da MRN, de 2006 a 2008; e da Valesul Alumínio, uma subsidiária da Vale envolvida na produção de alumínio, de 2006 a 2008.

Ferreira foi membro do Conselho de Administração de várias empresas, entre elas a Usiminas, de 2006 a 2008, e sócio da Studio Investimentos, uma firma de gestão de ativos com foco no mercado de ações brasileiro, de outubro de 2009 a março de 2011. O principal executivo da Studio é Gabriel Stoliar, que foi diretor-executivo da Vale de 1997 a 2008.

O executivo é formado em Administração de Empresas pela FGV de São Paulo e tem especialização de Executivos pela IMD Business School, da Suíça, segundo informações do Relatório Anual 2013, da Vale

 

Eleições 2014 – Calendário Eleitoral : 29 DE OUTUBRO

20147

(3 dias após o segundo turno)

Último dia para o mesário que abandonou os trabalhos durante a votação de 26 de outubro apresentar justificativa ao Juízo Eleitoral (Código Eleitoral, art. 124, § 4º).

Prefeito Valmir Mariano comenta a situação do Servidor Público em Parauapebas

Valmir Mariano QueirozNo dia do Servidor Público, o prefeito de Parauapebas, Valmir Queiroz Mariano, a pedido do Blogger, fez um breve comentário sobre os avanços alcançados pelos servidores públicos municipais durante os quase dois anos de mandato.

“O maior objetivo da minha gestão é realizar obras e oferecer serviços que garantam a melhoria da qualidade de vida dos moradores do nosso município. Para que isso pudesse ser realizado em quatro anos, começamos fazendo o dever de casa: valorizando o servidor público que é aquele que está lá na ponta falando com a população.

Pedi à Secretaria Municipal de Administração (Semad) que criasse uma política visando o bem-estar e melhores condições de trabalho para nosso colaborador e assim podendo alcançar o objetivo de servir à população com qualidade.

Desde o início do meu mandato estamos praticando essa política diariamente. Através de cursos oferecidos por meio da Coordenadoria de Treinamentos e Recursos Humanos (CTRH) já capacitamos mais de 1.500 servidores.

Como passamos a maior parte do dia em nossos ambientes de trabalho, queremos que nossos servidores sintam-se bem e atendam à população com eficiência. Através do Programa Bem-Estar do Servidor Público, uma equipe formada por nutricionista, fisioterapeuta, educador físico, psicólogo, assistente social e técnico em enfermagem está à disposição para dar aos nossos servidores o acompanhamento necessário.

Temos promovido cursos de formação continuada para mais de 2500 educadores em todos os níveis e modalidades de ensino: educação infantil, ensino fundamental, educação de jovens e adultos (EJA), educação especial e informática.

Quero destacar também outros dois importantes benefícios: o reajuste salarial de 10% com ganho real e o auxílio-alimentação.

Em 22 meses de governo já realizamos concurso público e empossamos 246 novos servidores: 37 agentes de trânsito e transporte, 22 agentes comunitários de saúde e 187 novos professores na rede pública de ensino.

Continuaremos trabalhando para que nossos funcionários tenham orgulho em fazer parte da Prefeitura de Parauapebas e assim levem à população o melhor atendimento que possamos dar a cada cidadão que vive em nosso município”.

Valmir Queiroz Mariano
Prefeito de Parauapebas

 

Colossus abandona projeto em Serra Pelada, diz Coomigasp

A Colossus Minerals, responsável pelo projeto de ouro Serra Pelada, no Pará, em sociedade com a Cooperativa de Mineração dos Garimpeiros de Serra Pelada (Coomigasp), está sendo acusada pela cooperativa de ter abandonado o projeto sem aviso prévio. Segundo a Coomigasp, desde o dia 16 de outubro os vigias do empreendimento não aparecem no local, que passou a ser alvo de saques.

De acordo com Edinaldo de Aguiar Soares, eleito presidente da cooperativa no final do mês passado, o projeto já estava abandonado pela Colossus, que não fazia qualquer manutenção na área, mas mantinha profissionais contratados para fazer a segurança da área. “No dia 16, a nova diretoria da Coomigasp esteve no local e viu que não havia mais ninguém por lá”, disse ele.

Segundo Soares, antes de abandonar o local, a Colossus chegou a levar alguns equipamentos, mas não deixou qualquer aviso para que a Coomigasp assumisse a segurança da planta. “Tivemos que acionar a polícia e registrei um boletim de ocorrência, pois o cenário que encontramos foi de caos”, disse o presidente da cooperativa.

Almoxarifado do projeto Serra Pelada, após invasão de vândalos - Crédito Youtube

De acordo com a Associação Fiscalizadora dos Direitos dos Garimpeiros da Serra Pelada (AFIDGASP), a Colossus abandonou o projeto seis dias após a eleição da nova diretoria da Coomigasp e, desde então, empresas que prestavam serviços para a mineradora canadense passaram a saquear o local.

“Equipamentos foram levados em caminhonetes e caminhões para Marabá, Araguaína e Parauapebas e alguns foram encontrados nos quintais das casas de funcionários da Colossus que moram em Serra Pelada. Objetos menores, como sofás, colchões, camas, centrais de ar e televisores, foram levados como podiam por vândalos, até crianças participaram do saque”, afirma nota publicada no website da associação.

Soares afirmou que todas as autoridades já foram avisadas e que a polícia tem feito rondas no local, que tem sido vigiado por voluntários. Mas, de acordo com o presidente da Coomigasp, nenhum contato com a mineradora foi possível.

“Não temos mais qualquer tipo de contato com a Colossus, temos um endereço deles em Belo Horizonte, mas parece já ter sido desativado. Eles não nos procuraram e nem deixaram qualquer meio para podermos falar com eles. Estamos atrás da empresa, mas até agora nada”, disse.

Um vídeo postado pela comunidade local no Youtube mostra as condições em que o projeto foi deixado. Em um dos trechos, é possível ver equipamentos espalhados ao redor das instalações e algumas estruturas quebradas.

A Colossus foi procurada pelo site Notícias da Mineração do Brasil, mas ninguém foi encontrado para falar sobre o assunto até a publicação desta reportagem.

A intervenção judicial na Coomigasp, iniciada no dia 11 de outubro de 2013, encerrou-se no dia 10 de outubro, com a posse da nova diretoria da cooperativa. Na ocasião, o ex-interventor Marcos Alexandre Moraes Mendes, disse que todos os Termos de Ajustamento de Conduta (TAC) determinados pelo Ministério Público Estadual foram cumpridos.

Fonte: NMB

Cidade americana celebra Natal em outubro para alegrar menino com câncer terminal

O pequeno Ethan Van Leuven, 4, ganhou uma comemoração antecipada de Natal. Sua cidade, West Jordan, no Utah, nos Estados Unidos, combinou de fazer a celebração mais cedo para alegrar o garotinho, que sofre de leucemia.

Ethan Van LeuvenSegundo os médicos, Ethan não correspondeu ao tratamento e só tem mais duas semanas de vida. “Pensamos em fazer o melhor nos últimos dias dele conosco”, disse Merrill Van Leuven, pai de Ethan, ao “Today Show”, programa da NBC.  A família combinou com os vizinhos que já decorassem suas casas com motivos natalinos dois meses antes da data. Uma rádio local também se solidarizou à ideia e passou a tocar músicas típicas da época.

“Assim que começamos as festividades, ele se alegrou”, contou a mãe de Ethan, Jennifer, à Fox. Ele é provavelmente a pessoa mais paciente que conheço. Há muitos coisa que ele teve que enfrentar. Eu não sei se conseguiria lidar com isso sem reclamar, como ele faz”, se orgulhou a mãe.

ethan-van-leuven-christmas

No último sábado (25), o garotinho fez um passeio pela cidade em cima do carro do Corpo de Bombeiros, acompanhado do Papi Noel e da Mamãe Noel, para ver as luzes de Natal. Em seguida, todos assistiram a uma encenação do nascimento de Jesus, quando mais de 150 pessoas se reuniram no jardim da casa dos Van Leuven e Ethan ganhou presentes e comemorou a data antecipada com a sua família.

Um dia antes, o garotinho também comemorou seu aniversário de cinco anos, um mês antes da data oficial. Na ocasião, a cidade fez um desfile em sua homenagem, com a participação de Darth Vader, Indiana Jones e outros personagens.

“Você é o nosso herói. Obrigado por fazer parte das nossas vidas”, disse um policial com alto-falante.

Fonte: UOL – Post sugerido por Rafael Carvalho