Category Archives: Parauapebas

Usuários das unidades de saúde são alertados sobre hipertensão

Você sabia que a pressão alta pode levar a um AVC? E se você é hipertenso e ficar apenas um dia sem tomar o remédio corre risco de ter um infarto? Informações como essas foram repassadas aos usuários das unidades básicas de saúde durante palestras ministradas essa semana, em alusão ao Dia de Combate à Hipertensão, comemorado no próximo domingo, 26 de abril.

Além das graves consequências que a pressão alta pode gerar, informações sobre prevenção foram reforçadas durante as palestras, entre as dicas se destacaram o cuidado com a alimentação e à prática de atividades físicas. A senhora Francisca Pereira de Almeida, 67 anos, aposentada, foi à Unidade de Saúde do Novo Brasil nesta sexta-feira (24) e participou da palestra.

“Achei muito bom ouvir essas informações. Vim para uma consulta hoje e mediram minha pressão e deu 16 por 10, vou vê isso com a médica”, disse a aposentada. Já o pedreiro Miguel dos Santos Costa, de 54 anos, disse que é hipertenso e começou a utilizar os serviços da unidade de saúde do Novo Brasil recentemente.

“Vim aqui nessa unidade pela primeira vez e fui bem atendido. Já sabia que eu era hipertenso, mas como eu dei uma parada nos remédios comecei a me sentir mal. Já consegui fazer minha consulta e marcar os exames”, destacou o senhor Miguel dos Santos.

A enfermeira Suênia Lima informou também que a rede pública desenvolve todo um trabalho de acompanhamento e monitoramento dos pacientes hipertensos. “Quando há uma suspeita da doença, solicitamos um mapeamento ao paciente, para que seja registrado pelo menos uma vez por dia, a sua pressão, isso durante uma semana. Essas informações são passadas ao médico, que solicita exames específicos e após o diagnóstico esse paciente será acompanhado regularmente com consultas pré-agendadas e receberá o medicamento para controle da pressão”, explicou a enfermeira.

“Os sintomas mais comuns são: dor de cabeça, na área da nuca, e tontura, mas nem sempre eles aparecem, por isso, palestras e sensibilizações como essas ajudam as pessoas a ficarem mais alertas quanto aos perigos da hipertensão”, reforçou a clínica geral Susi Maria Abreu.

Programa de acompanhamento

Em toda a rede pública, de acordo com a coordenação do Programa de Doenças Crônicas Não Transmissíveis da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), atualmente 5.074 pacientes hipertensos são acompanhados regularmente nas unidades de saúde, mas a estimativa é que o número de pessoas que já desenvolveram a doença é bem maior. Em casos mais graves, esses pacientes são encaminhados para o médico nefrologista, especialista na área, que também atende pela rede pública em Parauapebas. 

Além de contar com o atendimento médico das unidades e o acompanhamento dos profissionais de enfermagem, os pacientes são beneficiados também com o trabalho dos agentes comunitários de saúde que colaboram no monitoramento do tratamento.

“A gente faz visitas de casa em casa e orienta a busca do serviço de saúde caso alguém sinta sintomas característicos da hipertensão. Para os que já participam do programa, a gente verifica a carteirinha e reforça a importância da medicação e das consultas”, informa a agente comunitária de saúde, Raimunda Oliveira Costa.  

Texto: Karine Gomes.

Curso de formação da guarda municipal terá início no dia 4 de maio

Durante a manhã desta sexta-feira, 24, uma reunião com a Comissão de Concursos, Secretaria Municipal de Administração (Semad), Coordenadoria de Treinamentos e Recursos Humanos (CTRH), representante do Instituto de Ensino de Segurança Pública (IESP) e Secretaria Municipal de Segurança Institucional e Defesa do Cidadão (Semsi) definiu que a aula inaugural do Curso de Formação da Guarda Municipal será realizada no dia 4 de maio, no auditório do Centro Universitário de Parauapebas (Ceup), às 8 horas da manhã.

De acordo com a coordenadora do CTRH, Elveni Dalferth, o processo de recebimento da documentação e dos exames está adiantado e em fase de conclusão. “Os candidatos estão bem aplicados e bem dedicados nesta fase do processo”, disse.  

Segundo a secretária municipal de administração, Leudicy Leão, o prefeito tem uma preocupação e um cuidado muito grande com toda a qualificação destes agentes de segurança púbica.

O secretário interino da Semsi, Eliésio Miranda Ferreira, ressaltou que a implantação da guarda no município é uma expectativa de toda a população. “Trabalhar com a questão de segurança pública faz parte dos anseios do governo e da comunidade. Estamos certos de que todos nós temos muito a ganhar”, observou.

Aula inaugural

No primeiro dia de aula, assim como no decorrer do curso, os alunos deverão se apresentar com camiseta de malha branca com mangas, calça jeans, cinto preto, meias brancas, tênis branco ou preto.

Curso de Formação da Guarda Municipal

O curso de formação terá a duração de cerca de três meses. Ao todo, 148 candidatos participarão de mais esta fase do concurso e estarão divididos em quatro turmas. As aulas ocorrerão no Ceup e terão cerca de 464 horas aula.

O projeto pedagógico prevê aulas teóricas e práticas com mais de 20 matérias relacionadas à formação, conforme padrões da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp). “Serão cinco módulos, sendo que os quatro primeiros compreenderão todos os candidatos. Após o termino do 4º módulo, nós partiremos para o 5º módulo, que é a formação dos inspetores, serão posteriormente escolhidos conforme critérios a serem definidos”, explicou a major e supervisora do IESP, Ana Raquel Cordeiro Lopes.

Ainda segundo a major, após o término de cada módulo os alunos serão avaliados, por meio de uma prova com questões do conteúdo que foi ministrado naquele período. “Todos os módulos são eliminatórios, podem ser considerados como fases do concurso. Só passa para o módulo seguinte se tiver um bom aproveitamento no módulo anterior”, esclareceu Ana Raquel.

Para o secretário interino da Semsi, os candidatos terão todo o apoio para que possam se sair da melhor forma possível durante o processo.  “Todos terão um amparo técnico dos instrutores, da coordenação e da prefeitura. Nós estamos unidos para ajudar da melhor maneira e garantir a qualificação da melhor forma possível”, disse Eliésio.

Um convênio firmado entre a Prefeitura de Parauapebas e Governo do Estado possibilitou a formação da guarda conforme os parâmetros e diretrizes nacionais. O curso de qualificação será ministrado pelo Instituto de Ensino de Segurança do Pará (IESP) que está diretamente ligado à Secretaria de Estado de Segurança Pública do Pará (Segup).

Prefeito Valmir reúne com o Comam na busca por melhorias em Meio Ambiente

O prefeito Valmir Mariano reuniu, na manhã do último dia 22, com o Conselho Municipal de Meio Ambiente (Comam), a fim de analisar propostas para a implantação de melhorias em políticas públicas voltadas para o meio ambiente, em Parauapebas.

IMG_4485

Entre os assuntos, foi abordado o plano de mobilidade urbana de Parauapebas e a lei que normatiza as questões ambientais no município que, segundo o conselho, está defasada.

“O prefeito Valmir foi bastante solícito com as questões apresentadas pelo Coman. Nós não temos uma ferramenta que coíbe que os nossos morros, as nossas encostas e os nossos mananciais continuem recebendo a agressividade humana. A Semma já tem uma proposta pronta para apresentar à Procuradoria Municipal. Creio que até o mês de julho desse ano, nós tenhamos uma nova lei para começar a coibir essas irregularidades”, relata Gesmar Costa, gestor da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) e presidente do Comam.

Participaram das discussões, representantes das secretarias municipais e órgãos que compõem o Comam: Semma, Semsa, Sempror,Procuradoria Geral Municipal, Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), Sindicato dos Produtores Rurais de Parauapebas, (Siproduz) e Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Fonte: ASCOM PMP

Vale presta esclarecimentos a vereadores sobre obra de duplicação da Faruk Salmen

Atendendo a solicitação do vereador Israel Pereira, o Miquinha, os responsáveis pelo projeto de duplicação da Estrada Faruk Salmen vieram à Câmara Municipal na manhã desta quinta-feira (23) prestar esclarecimentos sobre o andamento da obra. Esteve presente, também, o adjunto da Secretaria Municipal de Obras (Semob), Plácido Faria.

edab5e545cc8cf6a49faaa8a9ea6a3d0_XL

O convênio de duplicação foi firmado entre a prefeitura municipal e a mineradora Vale em abril do ano passado. Apesar do prazo de vigência do convênio de 60 meses, a obra tem o término previsto para dezembro deste ano. O trecho de duplicação da estrada vai da Delegacia de Polícia Civil até o Bairro Palmares Sul, numa extensão de 8,4 km. Perímetro que terá, ainda, pista de rolamento com sete metros de largura, ciclovia e área de passeio para que os pedestres possam transitar com segurança.

No convênio, a mineradora tem a obrigação de aportar recursos financeiros no valor de R$ 23 milhões, bem como executar por meio da empresa contratada a obra em questão. A parte que cabe ao município no convênio são as desocupações, controle do tráfego durante o período da obra e a implantação de iluminação pública, rede de esgoto, sinalização eletrônica e paisagismo. No entanto, alguns pontos se encontram paralisados, como a relocação da rede elétrica desde novembro do ano passado, o que pode atrasar a conclusão do projeto.

Para compreender o funcionamento da obra, os vereadores Ivanaldo Braz, Euzébio Rodrigues, Charles Borges, Zacarias Marques, Devanir Martins, Josineto Feitosa, Odilon Rocha e o solicitante da reunião, vereador Miquinha, acompanharam explicações sobre o projeto da duplicação e sugeriram algumas alterações.

Devanir lembrou que a obra é uma reivindicação antiga dos moradores de Parauapebas. “Estamos discutindo esta obra há dez anos. Acho que dá para cumprir o cronograma físico, pois existem recursos para isso”, comentou o parlamentar.

Segundo Odilon, um dos pontos cruciais do projeto é o cumprimento do prazo de conclusão. “Quanto mais a obra demora, maior a dificuldade para que seja concluída. O município tem sua parte a cumprir e a Vale também. Temos que zelar pelo compromisso com o social, evitando acidentes e consequentemente as mortes”.

Para o vereador Zacarias Marques, o trecho da obra é muito extenso e por isso é imprescindível que existam passarelas durante o perímetro. “Não sinto que o pedestre esteja contemplado nesta obra. A rodovia passa na entrada de vários bairros e não tem como o transeunte atravessar a via em segurança, porque estamos falando de uma rodovia movimentada, ainda mais no período da Feira Agropecuária. Além da falta de passarelas, há, ainda, a falta de pontos de ônibus. A mobilidade urbana tem que ser pensada para todos. A contrapartida social tem que ocorrer neste momento”, explicou o vereador.

O líder executivo do ramal ferroviário, Plínio Tocchetto, representante da Vale, ressaltou que alterações no projeto podem atrasar a finalização da obra. “Estamos dando um grande passo com a duplicação. As grandes modificações possivelmente serão inviáveis, em virtude do planejamento financeiro, mas pequenas mudanças serão realizadas”.

Reiterando o pedido da passarela, bem como o de uma ciclovia segura, Devanir Martins lembrou que a mineradora tem a obrigação de devolver para a comunidade parte da riqueza que é explorada. “O município tem o ônus e os recursos minerais que a Vale extrai daqui são muito grandes. Os investimentos no social estão aquém dos lucros retirados da cidade”, cobrou.

No final do encontro, ficou acertado que uma nova reunião entre vereadores, representantes da Vale e da Prefeitura de Parauapebas deverá ocorrer no início do mês de junho próximo, para avaliar o andamento da obra e as pendências de desapropriação de imóveis às margens da estrada e a retirada de postes da rede elétrica que se encontram em local onde a nova pista está sendo construída.

Josiane Quintino / Ascom CMP

Nota pública sobre reajuste salarial dos servidores

A Prefeitura Municipal de Parauapebas vem a público informar que após negociações com os sindicatos Sinseppar, Sintep e Sintespp no início deste mês foi autorizado o reajuste salarial dos servidores em 10%, além do aumento do vale alimentação para R$ 400,00 (Quatrocentos reais), de maneira retroativa aos meses de janeiro, fevereiro, março e abril.

O projeto de lei encontra-se desde o dia 06/04/2015, para análise e aprovação. Entretanto por disputas politicas e eleitoreiras de um grupo de vereadores de oposição, a proposta ainda não entrou na pauta, prejudicando sensivelmente o funcionalismo público, que se vê impedido de receber seus vencimentos com o reajuste acordado com os sindicatos da categoria.

Secretaria Municipal de Administração de Parauapebas

Manbol é implantado em dez escolas municipais de Parauapebas

A quadra de esportes da Escola Municipal Carlos Henrique foi palco, na manhã da última segunda-feira (20), da primeira aula inaugural do Manbol, nova modalidade esportiva implantada em 10 escolas da Rede Municipal de Ensino pela Prefeitura de Parauapebas, por meio das Secretarias de Educação e de Esporte e Lazer.

DSC_0339

Na cerimônia da aula inaugural, a secretária de Educação, Juliana de Souza, disse que inicialmente o projeto será implantado em 10 escolas, pois trata-se de um projeto piloto. “Nós fizemos um contrato inicial para implantarmos o Manbol em algumas escolas. Se as crianças e os professores de Educação Física aprovarem e tivermos um resultado positivo no desenvolvimento da criatividade que tenha um cunho pedagógico esportivo, com certeza, iremos expandir essa nova modalidade na rede de ensino”, explicou.

O prefeito Valmir Mariano definiu a modalidade esportiva como “um esporte paraense, tipicamente parauapebense, que nasceu em nosso município, sendo um esporte diferenciado”. Disse também que é meta da gestão fazer uma educação diferenciada em Parauapebas.

Manbol

A modalidade foi fundada em Parauapebas em 1992, por meio do jovem Rui Hildebrando. Inicialmente, o Manbol era uma brincadeira de criança realizada com mangas, que originou o nome do esporte. Mais de uma década se passou e a brincadeira se tornou popular entre os jovens que acabaram por incentivar o criador a elaborar regras oficiais e materiais adequados para a prática, oficializando o nome Manbol em 2004, na capital do estado Belém.

DSC_0325O esporte foi lançado publicamente e não demorou muito para chamar a atenção devido seu dinamismo e sua característica mais peculiar: o uso de duas bolas ovais simultaneamente. Devido ao sucesso da modalidade, foi fundada em 16 de junho de 2004, a Confederação Brasileira de Manbol (CBM) cujo objetivo é a manutenção e divulgação do esporte em todo o território nacional.

Como qualquer manifestação esportiva praticada de forma lúdica ou em caráter de lazer, com regras e constituição própria, é considerada um desporto e, pode-se afirmar que, a partir daquele momento, o Manbol se tornava oficialmente um desporto nacional.

Escolas beneficiadas

EMEF Milton Martins; EMEF Mário Lago; EMEF Nelson Mandela; EMEF Dorothy Stang; EMEF Olga da Silva; EMEF Faruk Salmen; EMEF Domingos Cardoso; EMEF Novo Horizonte; EMEF Machado de Assis e EMEF Carlos Henrique.

Texto e Fotos: Luzandra Vilhena – Ascom/Semed

Parauapebas forma primeira turma do Projovem Campo – Saberes da Terra

Sem estudar há 15 anos, o agricultor Francisco Valdinei, 43 anos, viu no Programa Projovem Campo – Saberes da Terra -, a oportunidade de concluir o ensino fundamental e desenvolver sua habilidade de elaborar poemas. “Hoje, me sinto vitorioso com essa conquista. Já penso em concluir o ensino médio”, comentou o agricultor que faz parte da primeira turma do programa em Parauapebas.

image_largehh

Ao todo, 26 anos alunos receberam o certificado de conclusão do ensino fundamental em cerimônia realizada no último dia 17 que contou com a presença de autoridades e familiares. O programa do Governo Federal, desenvolvido em parceria com a Secretaria Estadual de Educação (Seduc), Secretaria Municipal de Educação (Semed) e Coordenadoria Municipal da Juventude (CMJ), beneficiou as comunidades de Palmares Sul e II.

O coordenador municipal do programa, Cláudio Sinfrônio, explica como funciona a iniciativa. “O programa teve duração de dois anos com aulas teóricas e práticas para alunos de 18 a 29 anos. Além de concluir o ensino fundamental, o aluno também recebe certificado de técnico agrícola. No período de formação, recebe por bimestre uma bolsa no valor de R$ 100, além de transporte, alimentação e suporte para criar um projeto agrícola”, explica o coordenador.

_MG_3086

A moradora de Palmares Sul, Rilma Carneiro, 27 anos, expressou sua alegria com a mais recente conquista. “Foi uma oportunidade única na minha vida, depois de cinco anos sem estudar, concluí o ensino fundamental. Gostei muito de aprender a mexer com terra e plantar, agora quero trabalhar nessa área, plantando e ajudando o meio ambiente”, disse a dona de casa.

De acordo com o coordenador municipal da Juventude, Shirlean Rodrigues, o programa terá continuidade no município. “Estamos preocupados com nossos jovens. Não podemos desistir, a educação é base de tudo. Vamos ampliar o programa para outras comunidades da zona rural”, garantiu.

O chefe de gabinete, Gilmar Moraes, ressaltou a sensibilidade do Governo Municipal na questão da educação e incentivou os concluintes a continuarem os estudos. “Estudem, leiam, sejam poetas, desenvolvam a intelectualidade, a educação pode mudar a história de cada um de vocês. O que depender do governo para desenvolver a educação em Parauapebas será feito”, concluiu Gilmar

Texto: Ascom/PMP – Fotos: Irisvelton Silva

Semma agiliza o CAR–Cadastramento Ambiental Rural

CARUm dos trabalhos mais importantes que está sendo realizado pela Secretaria de Meio Ambiente-Semma, é o Cadastro Ambiental Rural-CAR. É o empenho dos técnicos que realizam ações de campo no município objetivando, ainda, inserir Parauapebas no rol dos chamados Municípios Verdes no Pará. São aqueles que passarão a desenvolver atividades produtivas sustentáveis de baixa emissão de carbono e alta responsabilidade social e ambiental.

A inscrição no CAR é obrigatória para todos os imóveis rurais, sejam eles públicos ou privados existentes no município, tudo de acordo com o que dispõe a Lei 12.651 de 25 de maio de 2012, instrumento estratégico para a redução do desmatamento, objetiva ainda o monitoramento, controle, e o planejamento econômico  ambiental.

Apesar de obrigatória essa inscrição, os técnicos da Semma observam que a iniciativa deve partir do produtor.  Será de fundamental importância para garantir a segurança jurídica da uma propriedade, além de outras vantagens. Auxilia no processo de regularização ambiental, destaca a delimitação das áreas de proteção permanente (APP), reserva legal (RL) e remanescentes de vegetação nativa, comparado a um mapa original a partir do qual são calculados os valores das áreas para diagnóstico ambiental.

Para o secretário de Meio Ambiente, Gesmar Costa, “todos os esforços no sentido do trabalho do CAR ser bem realizado no município estão sendo tomados. Pois interessa para todos nós que as propriedades em Parauapebas sejam perfeitamente reconhecidas pelo que dispõe a lei que dá proteção à vegetação nativa, dentre outras vantagens, sempre do interesse do produtor”, assegurou. Gesmar ainda alerta os proprietários sobre as consequências que a falta do CAR pode trazer para aqueles que não fizeram a sua devida inscrição: “já que o cadastro é uma exigência da lei ambiental, uma das mais graves consequências é a de mercado. Por exemplo: a venda de gado para frigoríficos, os devidamente reconhecidos exigem que o produtor seja inscrito no CAR”, enfatizou. Disse ainda que a SEMMA está de portas abertas para atender os proprietários em Parauapebas e que, os técnicos do CAR, estão à disposição todo tempo para a boa realização dos esforços de inscrição. (CAR/Deptº Comunicação/Semma).

Inscrições abertas para a Corrida Rústica do Trabalhador em Parauapebas

A Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semel), comunica que as inscrições para a 5ª Corrida Rústica do Trabalhador iniciaram nesta quarta-feira, 22. Este ano, as inscrições estão sendo realizadas pela internet, no site http://www.chiptiming.com.br/. O evento será no dia 1º de maio, Dia do Trabalho, com largada às 7 horas da manhã da PA-275, em frente à Praça de Eventos.

As inscrições seguem até o dia 30 de abril e a taxa de inscrição é R$ 20. A Corrida Rústica do Trabalhador faz parte do calendário estadual de corrida de rua, da Federação Paraense de Atletismo. O tradicional evento abre a programação das atividades alusivas ao aniversário de 27 anos de Parauapebas.

Mais informações sobre o evento no Ginásio Poliesportivo, Bairro Beira Rio, das 8h às 12h e das 14h às 17h.

Parauapebas: PDT sob nova direção

Com o trágico falecimento do empresário Evaldo Benevides Alves, ocorrido em fevereiro deste ano, o Partido Democrático Brasileiro – PDT – elegeu uma nova diretoria no município. Assume a presidência do Diretório Municipal do PDT, em Parauapebas, Geneci de Oliveira, mais conhecido como Alemão do Açougue.

Farão parte, ainda, da diretoria municipal do partido: Francisco Xavier Falcão (Vice-presidente); Fabricio Ayres Estorari (Tesoureiro); Alex Fontenelle (Secretário); e Belchior Braga da Santana, Carlos Alberto da Silva, Daniel Fernandes Silva, Edimar Santos Souza, Marcio Roberto Carneiro, Salvador Antônio Junior Ferreira, Carlos Alberto da Silva e Daniel Fernandes Silva, como membros.

O deputado estadual Miro Sanova, presidente em exercício do PDT Estadual foi quem deu posse à nova diretoria. A solenidade contou com as presenças de Raimundo Pinheiro, Superintendente Regional do Trabalho e Emprego no Pará e secretário-geral do partido no Pará, e do presidente da Câmara de Vereadores de Canaã dos Carajás, vereador  Jean Carlos Ribeiro.

error: Content is protected !!