Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Coluna

Uma doença silenciosa, mas que precisamos saber ouvi-la!

Você leva uma vida sedentária? Acompanhe as importantes dicas da personal trainer Patrícia Alessi e altere seu corpo e sua mente.

Hoje eu vou tratar de um assunto que é visto e tratado ainda para muitas pessoas como frescura e que é só você se animar que essa “tristeza logo passa”. Porém, quem já viveu ou ainda vive com essa doença é muito mais que uma “tristeza”.

No texto de hoje, vou falar um pouco sobre transtornos mentais (ansiedade e depressão) e como o exercício físico deve fazer parte do tratamento.

Rapidamente trago alguns dados tirados da Sociedade Brasileira de Psiquiatra que mostram números de pessoas que sofrem de algum tipo de transtorno mental.

Todos os dias milhares de pessoas recebem diagnóstico de doença mental no mundo. Os diagnósticos são muitos: Depressão, Transtornos de Humor, Transtorno de Déficit de Atenção, Transtornos de Personalidade, Transtorno de Ansiedade e muitos outros que podem afetar adultos, crianças e idosos. Ninguém está livre de ter Transtorno Mental.

No mundo, 700 milhões de pessoas compõe esse quadro. Só no Brasil temos 50 milhões de doentes e a América Latina está em 3º lugar no ranking mundial.

O quadro é muito assustador. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) 20% dos adolescentes padecem com Depressão. A doença é uma das principais causas de suicídio (dados mundiais) e em 12 anos houve um aumento de mais de 30% das mortes por suicídio em pessoas jovens.

Nossa vida está tomada por um correria para tudo: Muitas vezes acordamos atrasadas para trabalhar (muitas vezes nem um café da manhã conseguimos tomar) levamos nossos filhos para a escola, vamos trabalhar, já é almoço, já acabou o expediente, já é segunda-feira e num piscar de olhos é sexta-feira, já acabou o final de semana, o mês e por incrível que pareça, o ano.

No trabalho, acabamos nos estressando, chateando e por fim adoecemos.

Você leva uma vida parecida com essa?

Conhece alguém que sofre ou já sofreu com algum transtorno mental?

Para contar a sua experiência com essa doença e como os exercícios físicos são fundamentais para a tratamento, convidei a Servidora Pública Dayane Campos Santos.

Dayane comenta que iniciou as atividades físicas de maneira esporádica a 8 anos, de forma bem amadora e sem pretensões.

Ao longo desses anos, Dayane engravidou e acabou se afastando das atividades. “No meio do caminho eu engravidei e acabei por abandonar por um tempo a musculação e passei a fazer caminhadas. Depois que minha filha nasceu passei um ano fazendo apenas caminhadas, mas sentia a necessidade do enrijecimento muscular e retornei a musculação” comenta Dayane.

Não tem nada muito diferente na vida da Dayane até que há 4 anos depois de algumas idas e vindas de prontos socorros, ela descobriu que havia desenvolvido transtorno de ansiedade e depressão após transtorno de ansiedade.

Veja também:  Ela sabe muito bem ensinar, mas dessa vez, ela teve que aprender!

“Procurei ajuda médica profissional e fui incentivado a “levar mais a sério” a atividade física, ou seja, torna-la regular”, afirma Dayane.

Para Dayane “a musculação e exercícios funcionais foram as atividades ao qual me identifiquei e mantenho até os dias atuais”

Para que Dayane mantenha o comprometimento com sua saúde, atualmente ela conta com ajuda de uma personal trainer para “pegar firme” nos treinos. “Hoje mantenho os exercícios físicos e sou acompanhada por uma personal que para mim é um grande reforço em me manter motivada e focada em manter a linha nos exercícios” comenta Dayane.

Nos dias que ela não consegue se exercitar, o desânimo e cansaço chegam com tudo: “Nos dias em que não treino sinto um cansaço e desânimo incrível. É o momento do dia que literalmente consigo esquecer todos os outros cansaços da mente. Sem demagogia” comenta Dayane.

Por último, Dayane comenta que praticar exercícios físicos de forma regular, ou seja, todo dia ela se dedica pelo menos 1 hora para “descansar a mente e cansar o corpo” e que treinar, trouxe muitos benefícios para ela.

“Desde que passei a fazer exercícios regulares já obtive melhoras incríveis mentalmente. Quem sofre de depressão sabe como é. Não que não haja aquele dia em que nem quero pensar em levantar da cama, mas certeza que isso reduziu para 2 crises fortes ao ano. O acompanhamento da minha personal (profissional qualificada) fez e faz mega diferença nessas horas. O desafio de quebrar os limites do cansaço e do desânimo é posto à prova em todo momento, mas ver e sentir seu corpo e sua mente mudando é incrível. Reduzir dosagem de medicamento e sentir disposição para minha vida, é maravilhoso” comenta Dayane.

Para encerrar, Dayane afirma que “não é clichê a frase que na academia o corpo cansa e a mente descansa. Fazer exercícios com dedicação não é questão de estética, mas sim proporciona uma melhor qualidade de vida.  Só assim eu mantenho a mente sã e corpo sã”.

Quero agradecer de coração a presença da Dayane, não é fácil falar da nossa vida dessa maneira e lutar contra uma doença que só quer “nos derrubar”.

Mande esse texto para aquela pessoa que também passou por isso e que ela se inspire para também incluir os exercícios físicos no tratamento desse transtorno mental que ninguém está livre.

Tem alguma sugestão de assunto que você queira saber? Deixe nos comentários abaixo!

Boa semana a todos!

Seja o primeiro a escrever um comentário

  1. Tenho muito orgulho em ser Personal e amiga dessa pessoa maravilhosa que é a Dayane. Todos os dias lutamos juntas contra essa ansiedade. Ela é focada é super disposta para enfrentar cada desafio.

Deixe uma resposta