Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Parauapebas

Tentativa de ocupação do Projeto Serra Leste é inibida pela polícia

Grupos de pessoas que trabalhavam na extração clandestina de manganês não se conformam com a paralisação da atividade, considerada ilegal pela Justiça Federal.

O ato, segundo fontes do Blog, resulta da manifestação dos mineradores do manganês, que estariam fechando a portaria do Projeto Serra Leste numa tentativa de chamar atenção e conseguir liberação de áreas para extração mineral. As articulações vêm ganhando força após o fechamento de minas consideradas clandestinas, o que desagradou trabalhadores e os “donos” das minas em questão, que já fizeram diversas manifestações, uma elas o bloqueio da Rodovia BR-155, próximo da cidade de Eldorado do Carajás.

A tentativa de invasão ocorreu, na madrugada de hoje, sexta-feira (16), nas proximidades da portaria do Projeto Serra Leste, unidade da Vale em Curionópolis. A ação ocorreu em represália à Operação Migrador, da Polícia Federal contra a atividade ilegal na região, no último dia 6, quando 111 mandados judiciais foram cumpridos, entre eles, 24 mandados de prisão preventiva.

De acordo com levantamentos preliminares realizados pela PF, a quantidade de manganês extraída, assim como os prejuízos causados pela extração clandestina decorrente e os danos ambientais provocados, causaram prejuízos da ordem de aproximadamente R$ 87 milhões.

 O grupo tentou invadir a área utilizando um caminhão e lançou foguetes e rojões contra as equipes da empresa. As tentativas foram neutralizadas pela segurança da Vale e a Policia Militar, que imediatamente foi chamada.

A mineradora se manifestou em nota reforçando que repudia atos de violência e que já adotou as medidas judiciais cabíveis. A Justiça deferiu liminar, que determina distância mínima de 2 km das áreas da empresa, sob pena de multa diária de R$ 5 mil em caso de descumprimento. O acesso permanece interditado.

Deixe uma resposta