Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Esporte

Tapajós fica no empate com o São Francisco e conquista o título da Segundinha

O Boto conquistou seu primeiro título estadual e agora encara o Remo na estreia do Parazão

A bola rolou na noite desta quarta-feira (05) para a grande final do Campeonato Paraense da 2ª divisão, a chamada Segundinha do Parazão. São Francisco e Tapajós duelaram pelo jogo de volta, no Estádio Jader Barbalho, o Barbalhão, em Santarém. Como havia vencido o jogo de ida, por 1 a 0, o Boto da Amazônia, como é conhecido o Tapajós, jogava por um simples empate para ficar com o título. A partida ficou no empate, em 1 a 1, e o Boto conquistou pela primeira vez o título da Segundinha.

Os gols da decisão saíram somente no segundo tempo de jogo. O meia Léo Feitosa abriu o placar para o Tapajós, logo aos 2 minutos, quando pegou uma sobra de bola, após tocar na trave. Não demorou muito e o São Francisco empatou no chute de fora da área do atacante Luan Rocha, aos 7 minutos, depois da falha do goleiro Jader, que acabou aceitando o tento do Leão.

Com o título conquistado, o Tapajós entrou na galeria dos times campeões da Segundinha do Parazão e o técnico Fran Costa que é chamado de “rei do acesso”, confirmou mais um em sua vitoriosa carreira.

Tapajós e São Francisco, campeão e vice da Segundinha, vão disputar a elite do Parazão 2019. Na primeira rodada, o São Francisco encara o Paysandu, no dia 19 de janeiro, no Estádio Leônidas Castro, a Curuzu, em Belém. Já o Tapajós enfrenta o Clube do Remo, o atual campeão paraense, no dia 20 de janeiro, no Estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão, em Belém.

O jogo: São Francisco 1 x 1 Tapajós – Boto da Amazônia campeão da Segundinha!

Apesar da vantagem do empate, o Tapajós começou bem a partida e buscou o gol no início. Após cobrança de escanteio, a bola sobrou para Felipinho que chutou para fora, perdendo uma grande chance para o Boto. O São Francisco respondeu com Andrelino, que cobrou uma falta perigosa, mas ninguém do Leão aproveitou para concluir o lance. Em outra falta para os azulinos, Wendel cobrou e parou na boa defesa de Jader, que mandou para fora.

Na sequência, o São Francisco perdeu outra chance, quando Jader milagrosamente salvou o Tapajós. A pressão era do Leão que precisava marcar gols. Wendel fez jogada individual e cruzou na boca do gol, outra vez o goleiro Jader apareceu bem e impediu o primeiro tento do jogo. O Tapajós conseguiu respirar e chegou ao ataque com Jeová, que na hora de finalizar parou na chegada firme do goleiro Labilá.

Wendel tentou abrir o marcador para o Leão, mas parou na defesa do goleiro Jader. Em uma sobra de bola, o meia Léo Feitosa tentou marcar para o Tapajós, mas disparou a redonda para fora. No finalzinho do primeiro tempo, o São Francisco teve uma oportunidade na falta cobrada por Andrelino, o goleiro Jader atento fez a defesa. Logo no início da etapa derradeira, o Tapajós foi ao ataque, e após jogada pela esquerda, a bola foi desviada pelo zagueiro Carlinhos Rocha e bateu na trave, sobrando para Léo Feitosa que mandou para o fundo do gol, aos 2 minutos, 1 a 0 Boto.

Veja também:  Atlético Paraense perde para o São Francisco no Mangueirão e está eliminado da Segundinha

Com o gol sofrido, o São Francisco precisava virar para levar a decisão para os pênaltis. O Leão foi com tudo para o ataque. Andrelino cobrou falta na área, o goleiro Jader saiu para fazer a defesa. No lance seguinte, o atacante Luan Rocha pegou uma sobra de bola de fora da área, e arriscou, o goleiro Jader falhou e o São Francisco chegou ao empate, aos 7 minutos. Em outra cobrança de falta de Andrelino, o goleiro Jader espalmou e aliviou o perigo que rondada a sua meta.

Após uma lambança da zaga do Leão, Jeová roubou a bola e mandou um chutaço, assustando o goleiro Labilá. O Tapajós chegou com perigo e em um cruzamento na área, Léo Feitosa cabeceou e a bola explodiu nas costas do adversário e saiu pela linha de fundo. O São Francisco chegou no chutaço de fora da área de Andrelino, o goleiro Jader espalmou e a bola caiu no pés de Elielton, que chutou cruzado para fora.

O Leão foi para o tudo ou nada. Em uma falta cobrada do meio campo, a bola foi dividida e sobrou para Elielton, que mandou um chute de primeira e parou na defesa do goleiro Jader, mas a arbitragem assinalou impedimento do atacante azulino. Elielton cobrou falta da direita, o zagueiro Douglas subiu de cabeça e Jader fez a defesa para o Boto. Em mais uma falta para o Leão, Elielton cobrou por cima da meta de Jader. Placar final: São Francisco 1 x 1 Tapajós. O Boto da Amazônia é campeão da Segundinha do Parazão.

“O importante é que as pessoas que acompanharam a gente desde o início sabem das dificuldades financeiras, das dificuldades da logística, que nós tínhamos para disputar esse campeonato. O Tapajós com pouquinhos anos de existência já está fazendo história. Fomos vice-campeões, em 2014, quando perdemos nos pênaltis lá em Parauapebas para o PFC e conseguimos essa rotatória de disputar dois anos a primeira divisão, depois caímos. Fomos para 2ª divisão e ano passado montamos uma boa equipe e não conseguimos e esse ano graças a Deus, nós montamos com todas as dificuldades a equipe e ainda com alguns irresponsáveis que tentaram melar o campeonato, nós conseguimos. Hoje eu posso dizer que vale a pena tudo isso e que esse título está em boas mãos”, desabafou Sandicley Monte, presidente do Tapajós.

Por Fábio Relvas / Foto: Gustavo Campos/GloboEsporte.com

Deixe uma resposta