Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Parauapebas

Palestra orienta jovens de Parauapebas sobre a criminalidade e suas consequências

O público-alvo foram os alunos da Escola de Ensino Médio “João Evangelista”, localizada no Assentamento Palmares Sul

Alunos da Escola Estadual de Ensino Médio “João Evangelista”, localizada na região do Assentamento Palmares Sul, zona rural de Parauapebas, tiveram a oportunidade de participar de palestra voltada à conscientização dos jovens para o mundo do crime e as consequências que esse caminho oferece. A palestra que teve como tema “Os jovens de hoje” e foi ministrada pelo diretor do Sistema Penitenciário de Parauapebas, Adalberto Murilo de Souza.  A intenção foi orientar os alunos sobre a triste realidade de jovens que se perdem pelo caminho e vão parar no mundo do crime, já que, atualmente, 90% da população carcerária da casa penal do município é formada por jovens com idade entre 18 e 25 anos.

“É uma conversa com choque de realidade. Mostrar que ações ocasionadas de pequenos delitos e infrações podem acabar de forma trágica. Dentro do bate-papo destacamos também a importância sobre honrar pai e mãe e a importância de respeitar o professor”, descreve Murilo

Ele conta que, na conversa com os estudantes, rata diretamente sobre a inversão de valores, com a demonstração de casos de jovens que perderam a vida, ficaram com sequelas ou estão presos por escolher o caminho da criminalidade.

A palestra contou com a participação de dois ex-detentos que contaram suas histórias de vida. Lembrando que, ainda jovens, se envolveram no crime e acabaram no cárcere.

Um deles é Paulo Henrique, que se envolveu com drogas e passou a praticar delitos ainda na adolescência. Aos 18 anos foi baleado com sete disparos de arma de fogo durante um assalto. Na carceragem ele participou do projeto de ressocialização e foi quando resolveu mudar de vida.

Veja também:  Parauapebas recebe capacitação em tecnologias sociais e ações em rede

“É nas palestras que eu tenho oportunidade de falar para os jovens sobre os dois caminhos. Eu me sinto alegre porque, assim como Deus mudou minha vida, Ele pode mudar a vida de qualquer pessoa, se ela acreditar e perseverar. Claro que não é fácil, mas, com força e determinação, eles conseguem escolher o melhor caminho”, afirmou o ex-detento.

Segundo Sandra Martins, diretora da escola, as orientações e os exemplos mostrados durante a palestra são importantes para orientar os alunos, uma vez que já foram identificados estudantes que têm envolvimento com as drogas.

“Nós estamos vivenciando um momento muito complicado com os nossos adolescentes. Muitos deles estão passando por momentos conturbados, como a falta da presença da família, sem entendimento e sem saber lidar com algumas situações da vida”, detalhou ela.

A diretora contou que a escola já perdeu um aluno que cometeu suicídio, então ela percebeu que era preciso fazer alguma coisa. “Eu tenho certeza de que a missão da equipe aqui hoje vai ajudar muito dos nossos jovens a sair da situação que estão vivendo hoje”, acreditava Sandra Martins.

Deixe uma resposta