Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
doação

Núcleo de Hemoterapia de Redenção precisa com urgência de sangue “O” Negativo

Esse tipo sanguíneo é doador universal, mas está em falta em Redenção. Por isso, é urgente que os portadores de “O” Negativo se sensibilizem e façam sua doação

O Núcleo de Hemoterapia de Redenção apela para a sensibilidade das pessoas portadoras do tipo sanguíneo “O” Negativo que compareçam ao órgão para doação. A situação é de urgência, pois o estoque desse tipo de sangue está zerado e o “O” Negativo é doador universal, em casos de emergência pode ser usado em pacientes portadores de qualquer outro tipo sanguíneo, sobretudo em recém-nascidos, para os quais é mais requisitado.

No Hemopa, a assistente Social Eliana Áurea Barros Rodrigues, disse à Reportagem do Blog, na manhã desta quinta-feira (8), que “precisa com certa urgência” de sangue “O” Negativo, por esse apela aos doares e também aos que ainda não são doadores, que comparam ao Hemopa, localizado na Avenida Santa Tereza, no Centro da cidade, façam a doação.

“Nossa campanha é voltada para todos os tipos de sangue, mas no momento, todas as pessoas que possuem o tipo de sangue “O” Negativo, por favor, venham ao Hemopa porque estamos precisando deste tipo de sangue”, disse Eliana, reforçando o apelo.

O Núcleo de Hemoterapia de Redenção abastece os 15 municípios da região Araguaia, além dos Hospitais Regionais de Redenção e de Conceição do Araguaia. “É muito importante à doação de sangue. Vale lembrar que o doador está fazendo o bem, está ajudando a salvar vidas, pois existem pessoas que estão precisando de sangue neste momento e nós não estamos podendo atender”.

Para ser um doador é preciso ter idade mínima de 16 anos. Dos 16 aos 17 é preciso está acompanhado dos pais ou responsáveis para que assinem um termo de compromisso

A partir dos 18 anos, o doador poderá comparecer com um documento de identificação, passará por uma triagem e, em seguida, estará apto a doa. O doador deve se alimentar antes de doação e deve estar bem de saúde.

Deixe uma resposta