Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Coluna

Mulher, seu poder vai dominar o mundo!

Você leva uma vida sedentária? Acompanhe as importantes dicas da personal trainer Patrícia Alessi e altere seu corpo e sua mente.

O mês de outubro (que está quase acabando) é marcado pelo movimento “Outubro Rosa”. Todo ano, a campanha realiza ações com objetivo de conscientizar sobre o câncer de mama, para aumentar o acesso aos serviços de diagnóstico e tratamento. De maneira geral, incentivar as mulheres a cuidarem do seu corpo. Você faz seus exames regularmente?

Nesse mês, eu não poderia deixar de falar das mulheres: mãe, dona de casa, empresária, esposa, namorada, branca, morena, alta, baixa, enfim, NÓS MERECEMOS RESPEITO!

Eu também não poderia deixar de trazer a experiência dessa mulher PODEROSA que é a minha convidada dessa semana em dividir um pouco da sua história e como ela começou no fisiculturismo.

Ana Carolina Cardoso, tem 28 anos e atualmente é atleta de fisiculturismo.

Mais conhecida como Carol Wellness em suas redes sociais, ela comenta que começou a treinar com 18 anos por estética, ela não gostava do corpo e teve um incentivo de treinar musculação “Eu comecei com 17 para 18 anos, eu era muito magrinha, tinha minha perna fina e não gostava, decidi começar a treinar e logo me apaixonei. Treinei por 5 anos antes de ser atleta”.

Nessa época, Carol foi incentivada a começar a competir, porém, ela comenta que não teve interesse naquele momento “Não tive interesse porque eu não gostava de fazer dieta, eu gostava de treinar e como eu era bem magrinha, eu comia de tudo porque eu não engordava”.

Após esse episódio, em torno de 2 anos depois, Carol foi convidada para assistir uma competição de fisiculturismo. Neste dia, sua ida a era focada apenas para trabalho, mal sabia que iria despertar nela o desejo de estar no palco competindo. “Eu vi as outras meninas e me apaixonei, eu adorei aquilo e já que eu gostava de treinar, então eu decidi que queria competir também. Nesse dia, eu reencontrei a pessoa que tinha me incentivado e falei que agora eu estava disposta e queria entrar para a competição”.

Ao decidir que queria competir, Carol não sabia por onde começar pois além do treino, sua alimentação também precisava mudar. “Eu queria começar, mas não sabia por onde. Tinha que ter uma dieta específica, um treino específico que eu não conhecia e nem sabia como era nada”. Quem ajudou Carol nesse começo foi seu esposo, que já era atleta e já tinha conhecimento de como se preparar.

Ao iniciar a preparação, Carol mal sabia da mudança que estava por vir “No começo eu lembro que foi muito difícil porque quando você não está adaptada a fazer dieta, teu corpo sente um ‘choque’. No primeiro mês já fui me adaptando e vendo a transformação no meu corpo, eu estava adorando”.

Para a primeira competição de Carol, ela se preparou o ano todo de 2013 “Eu treinei 2013 inteiro, um ano me preparando para poder subir a primeira vez no palco”. Na primeira competição, em 2014, Carol ficou campeã e cada vez mais se apaixonou pelo esporte.

Ao longo desses anos, Carol competiu no Pará e em outros estados e já foi campeã em todas as competições que participou. Tudo com muito esforço e dedicação. Até que os olhares se voltaram para dar um passo maior, foi quando nesse ano ela foi para o Paraguai disputar o Sul-Americano e ficou entre as 5 melhores da sua categoria (Wellness Fitness).

Ser uma atleta de fisiculturismo não é fácil, Carol comenta das dificuldades que enfrenta durante a preparação e as viagens. “A minha carreira foi bem difícil, ainda é difícil, você precisa se preparar, você treina duro, se alimenta da maneira adequada. Você tem que ter foco, é 100%, 24 horas, eu vivo isso, respiro isso, eu preciso dormir bem, descansar para recuperar, porque no outro dia tenho mais treino”.

Veja também:  Ela sabe muito bem ensinar, mas dessa vez, ela teve que aprender!

Além de atleta, Carol tem os afazeres como toda mulher “eu cuido de casa, eu faço minha comida, eu vou para rua, divulgo o trabalho dos meus parceiros, eu não paro. Lógico, eu faço tudo isso porque eu gosto, mas nada é fácil na vida de um atleta”.

Atualmente, esse esporte está sendo praticado por mais mulheres e muitos profissionais estão se dedicando a essa necessidade: médicos, nutricionistas, personal trainer, fisioterapeutas e esteticistas são algumas das profissões que precisam conhecer cada detalhe do esporte para ajudar a atleta. Antigamente poucos profissionais sabiam de como se preparar. “Hoje eu conto com o apoio e ajuda de várias pessoas e todos estão sempre envolvidos e sabendo das minhas competições”, comenta Carol.

Para o futuro, Carol não pensa em largar a vida que leva atualmente. Ela comenta que não quer parar de treinar pois ela já treinava antes de ser atleta e não vai ser depois que vai parar. “A minha vida vai ser isso, estou estudando já na área de nutrição e vou viver pra isso, não vou me distanciar e não vou parar de treinar, não existe isso na minha vida”

Carol finaliza com um incentivo para as meninas e mulheres. “Hoje, quem quer mudar o estilo de vida não só pela estética, mas pela saúde e é muito importante você saber que nada vem do dia para noite. Hoje em dia todo mundo está com muita pressa, de ficar bonita, de ganhar massa magra de queimar gordura e hoje em dia também tem muita coisa ruim de meninas que estão em hospitais que fizeram procedimentos para ter resultados rápidos e não é assim que funciona”.

Carol comenta que recebe todos os dias mensagens em suas redes sociais de mulheres perguntando quais os produtos que ela toma, perguntando qual dieta ela faz para que elas possam seguir, além de treino, que elas querem seguir o mesmo caminho. Porém, ela orienta que não tem segredo é treino e dieta e que elas devem procurar ajuda de um profissional. “A dieta vai mudar a tua vida, o foco é esse e tem que seguir firme, não é fácil, não tem o que fazer, aplicar ou tomar. Eu me preocupo muito com a minha saúde, eu quero ter longevidade, não quero acordar um dia e não poder fazer o que eu amo. As coisas funcionam porque eu tenho regularidade, tenho foco, disciplina” e sempre busque ajuda de um profissional”, finaliza Carol.

Hoje, quero agradecer o tempinho que Carol reservou para conversar comigo e contar sua história no esporte e o quanto ela ama essa vida. E faço das palavras da Carol as minhas, e volto a dizer que as pessoas, homens e mulheres estão em busca de resultados rápidos com pouco esforço. A Carol treina a 10 anos, como fisiculturista ela tem 5 anos de preparação, então é uma vida dedicada a isso. Como ela ama, ela faz e mantem firme nos seus objetivos!

Diariamente eu converso com muitas mulheres, poucas estão fazendo o básico: treino e alimentação saudável (neste caso, não é treino para competição) e elas estão em busca de objetivos, porém, ficar esperando cair do céu, não vai funcionar.

A mudança que você deseja deve começar hoje, não deixe a próxima semana, próximo mês! Está com dúvida por onde começar, mande uma mensagem no meu whatsApp (94) 992403589 e não esqueça de sugerir o tema para as próximas semanas.

Excelente início de semana a todos e ótimos treinos!

Deixe uma resposta