Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Redenção

Moradores da Rua J. do Patrocínio pedem ajuda ao Blog contra abelhas em Redenção

Reportagem do Blog do Zedudu relatou a aflição das pessoas aos Bombeiros e a colméia, que estava em uma árvore havia dois anos, foi retirada

Moradores da Rua José do Patrocínio, no Setor Planalto II, que sofriam havia dois anos com as picadas de abelhas cuja que construíram a colmeia em um pé de manga no terreno do morador Wanderley Pereira, pediram socorro à Reportagem do Blog para se livrarem da dolorida vizinhança. “Elas foram chegando aos poucos e hoje está assim, ninguém pode passar ali que elas já vão atacando”, queixou-se a dona de casa Laudecy Alencar.

O próprio Wanderley, proprietário do terreno, que é alérgico já foi atacado diversas vezes e chegou a pedir ajuda ao Corpo de Bombeiros, mas, até o problema não havia sido resolvida. “Aqui eu tenho que ficar escondido, as abelhas vêm para cima, eu sou alérgico, já liguei para o corpo de Bombeiros e eles só vieram aqui e tiraram algumas fotos e não retornaram mais”, reclamou.

Laudecy disse que todo fim de tarde as crianças do bairro brincam nas proximidades e quase todos os dias eles levam ferroadas. “Quando chegam à tarde, as crianças que saem da escola são atacadas, os meninos que brincam aqui também são atacados. Quando chove as abelhas ainda entram em nossas casas”, contou.

Veja também:  Operação “Fechando o Cerco” inibe o crime na região do 23º BPM

A Reportagem do Blog entrou em contato com Corpo de Bombeiros de Redenção, os quais prometeram que no dia seguinte eles iriam remover a colmeia e, na noite da última quarta-feira (4), retiraram as abelhas.

Na manhã desta quinta-feira (6), os moradores agradeceram aos Bombeiros pela retirada do enxame. “Agora sim, estou tranqüilo, as abelhas já não estão aqui para nos atormentar”, disse Wanderley.

A ação de retirada das abelhas ocorreu por volta das 23h. “Quero parabenizar pelo trabalho da equipe de regaste, pois estava difícil conviver com essas abelhas, obrigada pela rapidez”, disse Laudecy Alencar.

Deixe uma resposta