Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Parauapebas

Matadores de anta presos sem direito a fiança, em Parauapebas

Quatro homens foram parar na cadeia após matarem animal silvestre e terem sido abordados pela Polícia Militar

Francisco Rodrigues de Carvalho Filho, Geremias Gonçalves da Cruz, Joaquim Paulo Silva Ferreira e Wallison Gonçalves de Oliveira foram presos ontem (5), pela Polícia Militar em uma barreira, em Parauapebas, acusados de crime ambiental, maus tratos a animais silvestres e porte ilegal de munição. Eles mataram e estavam carregando uma anta e tentaram convencer o delegado Gabriel Henrique que o fizeram porque o animal estava sofrendo e eles pensaram que ele iria morrer, após ter sido ferido em uma briga com um cão.

A piedosa explicação, entretanto, não convenceu ao delegado que, indignado, comentou com repórter do Blog: “Eu pergunto a você se eles têm bola de cristal para saber que a anta ia morrer”, acrescentando: “Tudo vai ser apurado melhor, mas eles vão ser autuados”. O caseiro da fazenda em que a anta foi encontrada também será chamado a depor, uma vez que foi ele quem os convidou a irem à propriedade rural.

O delegado contou ainda que os acusados se contradisseram ao contar duas versões para o sumiço da arma empegada para matar a anta. Orientados por advogado disseram que não havia arma alguma, apenas os cartuchos encontrados coma carne do animal no bagageiro do carro em que estavam. Antes, porém, haviam dito que a arma ficou na mata. Os quatro não tiveram direito a recolher fiança porque acumularam vários crimes.

Deixe uma resposta