Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Parauapebas

Jovem de 19 anos presa com 2 kg de pasta de coca e rapaz preso com arma

Após receber denúncia anônima, a polícia passou a seguir a moça desde Marabá até Parauapebas. No local em que ela foi presa estava um rapaz armado de revólver calibre 38

Larissa Santos da Silva, 19 anos, natural de Tailândia (PA), foi presa em flagrante, por volta das 13 horas de ontem, quinta-feira (8), em um bar, portando 2,2 quilos de pasta base de cocaína. Conforme informações da Polícia Civil, uma denúncia anônima deu conta de que uma mulher, que viajaria de Marabá para Parauapebas levando droga para que ser processada e comercializada na cidade.

Então, com o apoio do NAI (Núcleo de Apoio à Investigação) da Superintendência Regional de Polícia Civil do Sudeste Paraense, com base em Marabá, Larissa da Silva foi localizada e passou a ser monitorada 24 horas.

Ao desembarcar no Terminal Rodoviário de Parauapebas, uma equipe da 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil já a aguardava, mas esperou para dar o flagrante. Assim que desembarcou, Larissa apanhou um táxi e se dirigiu a um bar.

Assim que ela entrou no estabelecimento, os policiais a abordaram e a revistaram, Na bolsa de Larissa encontrara a pasta base de coca, tal qual avisou o denunciante anônimo.

Veja também:  Prédio de rádio em Redenção é atingido por disparos de arma de fogo

Aproveitando a presença de outras pessoas no bar, os policiais passaram a revistar de um por um e flagraram Sávio Jonatha Silva de Sousa, 21 anos, natural de Parauapebas, portando um revólver calibre 38.

Imediatamente, ambos, Larissa e Sávio, foram levados para a Delegacia de Polícia Civil, onde ela foi atuada no Artigo 33 da Lei Antidrogas e pode pegar de três a 10 anos de reclusão.

Quanto a Sávio de Sousa, ele estaria cumprindo pena em regime semiaberto, após ter sido condenado pelo crime de roubo e ganhado progressão de pena, o que ainda seria necessário confirmar, conforme informações repassadas à Reportagem. Em busca no site de Tribunal de Justiça do Pará, a Redação do Blog nada encontrou no nome dele.

Deixe uma resposta